Brasil Econômico

companhia nega acusações mas afirma que pode avanças nas pautas de diversidade
shutterstock
companhia nega acusações mas afirma que pode avanças nas pautas de diversidade

Herbert Washington, negro, dono de 14 franquias do McDonald's entrou nesta terça-feira (16) com uma ação judicial em Ohio contra a companhia por discriminação . Ele alega que a empresa o direcionou para restaurantes menos lucrativos em bairros de baixa renda, predominantemente negros, simplesmente pelo fato da cor da sua pele.

Hebert é ex-jogador da liga profissional de beisebol e opera franquias desde 1980. O processo é semelhante a um de setembro, em que 52 operadores de franquia negros também afirmaram estarem sendo descriminados.

Ele afirma na ação que, durante seus 31 anos trabalhando com a empresa, o McDonald's dificultou seu sucesso em comparação com os operadores de franquia brancos. Além disso, segundo ele, a empresa tem tentado expulsá-lo por sinalizar a discriminação.

No processo também consta que o McDonald's reduziu a publicidade às comunidades negras, impactando as vendas do operador, e que lhe foram restritos os recursos para ajudar a aumentá-las.

Você viu?

Resposta do McDonald's

A empresa disse que os problemas enfrentados por Hebert foram "o resultado de anos de má administração" e que ofereceu a ele oportunidades para resolve-los. A companhia acrescentou que "analisará a reclamação e responderá de acordo".

O McDonald's aproveitou para ressaltar que em 2019 lançou sua maior campanha de marketing negro, e apoia a BET (Black Entertainment Television) emissora norte-americana especializada em conteúdo afro-americano dos há anos.

Sobre as acusações de setembro, o CEO da companhia, Chris Kempczinski disse que não consorda com as reinvindicações, e pretende se defender. Mas salientou que a empresa poderia avançar na diversidade em suas operações de franquia.

"Nossas classificações de franqueados devem refletir mais de perto a composição cada vez mais diversificada deste país", disse ele. "Estamos comprometidos em ser melhores aliados, melhores patrocinadores e melhores líderes." O caso continua em andamento.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários