Brasil Econômico

Veja os trabalhos que mais se valorizaram em 2021
MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
Veja os trabalhos que mais se valorizaram em 2021

Um levantamento feito pelo Banco Nacional de Empregos (BNE) a pedido do G1, divulgado neste domingo (14), mostra as 30 funções que mais tiveram variações salariais entre 2020 e 2021.

Dentre as áreas que mais registraram alta no salário neste início de ano, estão logística, construção civil, tecnologia da informação e saúde. Todas elas tiveram aumento de demanda devido à pandemia de Covid-19 .

Do outro lado, estão as profissões que perderam espaço durante esse período e portanto, registraram queda no salário, como as relacionadas a comércio e serviços.

Você viu?

Já no quesito das médias salariais, as funções de diretor de tecnologia da informação, diretor executivo, médico clínico geral e arquiteto de software foram as que pagaram melhor tanto em 2020 quanto em 2021. Por sua vez, atendente de loja, operador de caixa, monitor de transporte escolar, operador de telemarketing e panfleteiro tiveram os salários mais baixos.

Confira abaixo as 30 profissões que mais subiram ou desceram o salário:

30 funções com maiores altas médias nos salários entre 2020 e 2021:

  1. Coordenador de depósito - alta de 25,3%
  2. Gerente de marketing - alta de 22,13%
  3. Arquiteto de software - alta de 20,2%
  4. Coordenador de obras - alta de 19,78%
  5. Coordenador de planejamento estratégico - alta de 19,09%
  6. Analista de automação - alta de 18,38%
  7. Diretor executivo - alta de 17,67%
  8. Supervisor de marketing - alta de 17,2%
  9. Desenvolvedor mobile - alta de 15,86%
  10. Analista de treinamento - alta de 14,49%
  11. Analista de produção - alta de 13,76%
  12. Administrador de banco de dados - alta de 13,46%
  13. Analista de exportação - alta de 13,25%
  14. Diretor de tecnologia da informação - alta de 11,98%
  15. Gerente de qualidade - alta de 11,84%
  16. Gerente de logística - alta de 11,83%
  17. Analista de business intelligence - alta de 11,76%
  18. Supervisor de controle de qualidade - alta de 11,42%
  19. Analista de tecnologia - alta de 11,39%
  20. Gerente de segurança de tecnologia da informação - alta de 11,32%
  21. Desenvolvedor C# - alta de 11,22%
  22. Supervisor financeiro - alta de 10,94%
  23. Coordenador de produção - alta de 10,8%
  24. Analista de desenvolvimento de sistemas - alta de 9,65%
  25. Desenvolvedor frontend - alta de 9,12%
  26. Médico imunologista - alta de 8,97%
  27. Coordenador financeiro - alta de 8,72%
  28. Médico clínico geral - alta de 6,14%
  29. Analista de processos - alta de 5,77%
  30. Analista de e-commerce - alta de 5,7%

30 funções com maiores quedas médias nos salários entre 2020 e 2021:

  1. Auxiliar de comércio verejista - queda de 20
  2. Ascensorista - queda de 17
  3. Encarregado de bares e lanchonetes - queda de 17
  4. Auxiliar de veterinário - queda de 15
  5. Panfleteiro - queda de 15
  6. Maquiador - queda de 14
  7. Auxiliar escolar - queda de 12
  8. Técnico de som - queda de 10
  9. Atendente de balcão - queda de 10
  10. Operador de telemarketing - queda de 9
  11. Recepcionista de hotel - queda de 9
  12. Operador de atendimento - queda de 9
  13. Auxiliar de hotelaria - queda de 8
  14. Recepcionista bilingue - queda de 8
  15. Cabeleireiro - queda de 8
  16. Chefe de restaurante - queda de 8
  17. Gerente de bar - queda de 8
  18. Monitor de recreação - queda de 8
  19. Auxiliar de biblioteca - queda de 8
  20. Consultor de vendas - queda de 7
  21. Fotógrafo - queda de 7
  22. Monitor de transporte escolar - queda de 7
  23. Escriturário de banco - queda de 6
  24. Atendente de loja - queda de 6
  25. Operador de caixa - queda de 6
  26. Manicure - queda de 6
  27. Telefonista - queda de 6
  28. Barman - queda de 6
  29. Vendedor - queda de 6
  30. Produtor de evento - queda de 5

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários