Brasil Econômico

Bolsonaro é recepcionado por apoiadores em Santa Catarina
Reprodução/Facebook
Bolsonaro é recepcionado por apoiadores em Santa Catarina

Em viagem à Santa Catarina neste sábado (13), o presidente Jair Bolsonaro jogou para os governadores a responsabilidade pelo pagamento do Auxílio Emergencial . Questionado sobre a retomada dos pagamentos, Bolsonaro afirmou para que a população peça o benefício aos chefes dos executivos estaduais.

"Quem foi que tirou teu emprego? Tá gravando? Pode gravar. Você quer o auxílio? Pede para o governador", afirmou o presidente a uma apoiadora.

Desde o começo do ano, o Palácio do Planalto é pressionado para retomar os pagamentos do auxílio emergencial. Os presidentes da Câmara dos Deputados , Arthur Lira (Progressistas-AL), e do Senado , Rodrigo Pacheco (DEM-MG), conversaram com o ministro da economia, Paulo Guedes , e decidiram que haverá a negociação da extensão do benefício.

Você viu?

Bolsonaro já se mostrou contra o auxílio, no entanto, se rendeu a pressão e promete a manutenção do benefício por mais três meses. A expectativa do Governo Federal é que as parcelas sejam de R$ 200.

Nesta semana, o presidente condicionou a volta do auxílio à abertura total do comércio, medida que defende desde o início da pandemia no país.

Em conversa com apoiadores, o chefe do Planalto ainda acusou governadores pela perda de empregos da população.

"Quem fechou tudo, fui eu ou foi o governador? Quem fechou o comércio, fui eu ou o governador? Eu estou te perguntando, quem foi que tirou teu emprego?", afirmou Bolsonaro. 

O presidente e sua família irão passar o feriado de Carnaval em São Francisco do Sul, litoral catarinense. A chegada de Bolsonaro provocou aglomerações, após o presidente parar em diversos pontos para cumprimentar apoiadores e tirar fotos. Jair Bolsonaro deve voltar à Brasília na quarta-feira (17). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários