Brasil Econômico

O carnaval não é considerado feriado nacional - somente em estados e municípios com leis específicas. Este ano, a festa foi cancelada para evitar aglomerações devido a pandemia provocada pelo novo coronavírus. 

O governo federal definiu os dias 15 e 16 de fevereiro como ponto facultativo de “carnaval”, bem como a quarta-feira de cinzas (17). Cabe a cada prefeitura definir se atribuirá folga ou não. 

O agravamento da pandemia fez com que os governadores de vários estados adotassem novas medidas de contenção do vírus. Enquanto algumas cidades passam por seus piores momentos desde o início da pandemia, outras vivem uma fase de afrouxamento do distanciamento social. Confira como será o carnaval nas grandes capitais: 


São Paulo

O Carnaval de São Paulo superou, nos últimos três anos, as tradicionais folias de Salvador e do Rio
Divulgação
O Carnaval de São Paulo superou, nos últimos três anos, as tradicionais folias de Salvador e do Rio



Com o anúncio do adiamento do Carnaval 2021 do prefeito  Bruno Covas (PSDB), uma nova data está para ser anunciada. A expectativa é que a folia aconteça no final de maio ou começo de julho.

Desde o dia 5 de janeiro, a capital está na  fase amarela do Plano São Paulo de contenção da pandemia e retomada econômica. O governador João Dória (PSDB) retirou a cidade da fase laranja após a queda do número de internações hospitalares pela terceira semana consecutiva e abertura de novos leitos.

A fase amarela do Plano São Paulo permite 40% de ocupação em espaços comerciais de qualquer tipo. A regra não muda no carnaval. Eventos que geram aglomeração, como festas, baladas, shows e, principalmente, bloquinhos de rua, continuam proibidos.

O estado atingiu mais de  um milhão de imunizados nesta terça-feira (9). Ainda assim, lugares como academias, salões de beleza e restaurantes seguirão funcionando com expediente máximo de dez a 12 horas, dependendo do estabelecimento. 

Nos bares, as portas fecham mais cedo, às 20h. O atendimento presencial deve ser encerrado às 22h em todos os setores. 

Belo Horizonte 

null
Julia Lanari / Divulgação PBH
undefined



A capital mineira determinou que o carnaval de 2021 não será ponto facultativo. Assim como São Paulo, a folia deste ano foi cancelada e a prefeitura de BH ainda não divulgou uma data para a festa. 

A prefeitura determinou a reabertura gradual do comércio na cidade em fevereiro após o fechamento completo em janeiro. Atualmente, podem funcionar padarias e lanchonetes, com consumo no local e o comércio de bebidas alcoólicas entre 11h e 22h.

A partir do dia 12 até o dia 14 de fevereiro, fica vedada a alimentação nos estabelecimentos, que só poderão funcionar por Drive-in ou entrega. Nos dias 15 a 17 de fevereiro, o consumo no local fica permitido das 11 às 15 horas.

Bares, festas e clubes devem permanecer fechados, assim como cinemas, teatros, espaços culturais, academias, shoppings, salões de beleza e quaisquer outros serviços não essenciais. 

No ano passado, a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) mostrou que cerca de 4,5 milhões de foliões lotaram as ruas da cidade entre os dias 8 de fevereiro e 1º de março.

Em entrevista de novembro de 2020, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou que o carnaval só aconteceria mediante a vacinação total da população . Até a última segunda-feira, 72.653 belorizontinos já haviam tomado pelo menos a primeira dose das vacinas da Astrazeneca ou da Sinovac.

O início de 2021 foi  o pior período da pandemia na capital mineira. Só em janeiro, 2.642 pessoas morreram de Covid-19 em Minas Gerais.


Florianópolis

Carnaval no centro histórico de Florianópolis em 2020
Divulgação
Carnaval no centro histórico de Florianópolis em 2020


Você viu?


As grandes cidades catarinenses, além da capital Floripa, suspenderam suas tradicionais festas de rua e desfiles de escolas de samba em razão do avanço do coronavírus no Estado. A prefeitura de Florianópolis anunciou o cancelamento em dezembro do ano passado. 

A liga das Escolas de Samba de Florianópolis (Liesf) confirmou e disse em nota que se compromete a "adotar medidas para o pleno desfile no ano de 2022". Blocos de rua estão proibidos. 

Em 28 de janeiro, o prefeito Gean Loureiro (DEM) revogou o recesso dos servidores públicos no carnaval. As repartições públicas permanecerão abertas para, segundo a prefeitura, “dar continuidade aos atendimentos relacionados à pandemia”.

Atualmente, a capital catarinense está no regime mais restrito de distanciamento social. Isso quer dizer que nenhum comércio ou serviço não essencial pode operar na cidade. 

Floripa é uma das capitais brasileiras mais a frente da vacinação, em termos proporcionais. Ainda assim, a taxa de transmissibilidade, e de mortalidade, da covid-19 na cidade permanecem preocupantes . Da primeira para a segunda semana de 2021, o número de pacientes com a Covid-19 em Florianópolis cresceu 31%, segundo os dados da Secretaria de Estado da Saúde.

Rio de Janeiro

Em 2021, Rio não terá desfile das escolas na Sapucaí
Tânia Rego/Agência Brasil/Fotos Públicas
Em 2021, Rio não terá desfile das escolas na Sapucaí


O Prefeito Eduardo Paes (DEM) decretou na segunda-feira (5) a proibição dos blocos e desfiles no carnaval mais famoso do mundo. Isso se deve, principalmente, ao fato de a cidade do Rio ser a que mais concentra mortos pela Covid-19 no país. No dia 4 de fevereiro, a capital fluminense ultrapassou São Paulo no  número de óbitos, mesmo a capital paulista tendo o dobro do número de habitantes.  

Mesmo assim, o ponto facultativo de segunda-feira (16) foi revogado, e apenas o feriado da terça-feira (17) mantido. O comércio, no entanto, abrirá normalmente neste dia. A Fecomércio-RJ e o Sindicato dos Trabalhadores fecharam acordo para abertura opcional das lojas em todo o estado. 

A prefeitura estipulou risco moderado para bares e restaurantes, sendo necessário o distanciamento de 1,5 metro entre as mesas, além do limite de oito pessoas. Para ambientes onde há grande circulação e o público é atendido de pé, o risco é considerado alto tornando-se proibida música ao vivo e atendimento ao público de pé.

 Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do Estado, pela quarta vez seguida, a cidade tem todas as 33 regiões administrativas com risco alto de contágio do novo coronavírus. 

Dessa forma, ficam estipuladas as seguintes regras para reuniões, cerimônias religiosas, academias e centros de treinamento:

  • Limitação de participantes pela metade da capacidade interna do estabelecimento; 
  • Atividades coletivas com até 6 pessoas;
  • Incentivo à higienização de equipamentos e itens pessoais; 
  • Obrigatoriedade da ampliação do horário de funcionamento.



Salvador

Bruno reis (DEM) manteve a suspensão da festa promulgada por ACM Neto
Dilson Silva e Wesley Costa / AgNews
Bruno reis (DEM) manteve a suspensão da festa promulgada por ACM Neto

Um decreto estadual de 1981 estabelece o ponto facultativo na segunda, terça e quarta-feira (até 12h) na cidade. Porém, o governo da Bahia, em 2021, entendeu que não há motivo para decretar ponto facultativo nesses dias, por causa da pandemia e do cancelamento das festas em fevereiro.

O prefeito Bruno Reis (DEM) seguiu a determinação do prefeito anterior ACM Neto (DEM), e manteve a suspensão da festa. A estimativa da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) é que cerca de R$1,7 bilhão deixe de circular na economia da cidade com a pandemia e a não realização do evento.

As medidas de proteção à vida incluem a proibição da comercialização e consumo de bebidas em espaços públicos, às sextas, sábados e domingos, das 17h às 7h do dia seguinte. Além de estar vedada a comercialização e entregar alimentos e bebidas por restaurantes e bares para pessoas de pé, tanto nas áreas internas, quanto externas. Há ainda a obrigatoriedade da delimitação, com barreiras físicas, das áreas externas dos restaurantes e bares.

Neste mês, a Prefeitura flexibilizou as medidas de isolamento por meio da reabertura de cinemas, teatros e casas de festa em Salvador, fechados desde dezembro. Além disso, a Prefeitura prolongou o horário de funcionamento dos shoppings da cidade. Agora, as unidades passam a abrir às 10h e fechar às 22h. “A pandemia não está sob controle, mas vem caindo”, disse o prefeito. O estado já contabiliza mais de 600 mil casos e mais de 10 mil mortes, além de 291 mil vacinados. 

Recife

Frevo cancelado na capital pernambucana em 2021
G1.COM.BR/REPRODUÇÃO
Frevo cancelado na capital pernambucana em 2021


O frevo pernambucano foi cancelado em Recife em 2021. O prefeito João Campos (PSB) anunciou em coletiva na terça-feira (9) a suspensão do ponto facultativo nos dias 15 e 16 de fevereiro.

O decreto também mantém suspensos shows, festas, eventos de carnaval e similares, com ou sem a venda de ingressos, em ambientes abertos ou fechados, públicos ou privados, inclusive em bares, clubes, hotéis e até mesmo reuniões na faixa de areia da praia, independente do número de participantes.

Sendo assim, o comércio de rua abrirá segunda (15), terça (16) e quarta (17) das 9h às 18h. Os shoppings das 10 às 22h, com exceção do shopping Boa Vista (9h às 21h) e ETC Shopping (9h às 19h). 

Os bancos não abrirão na capital pernambucana nos dias 15 e 16 devido à decisão da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Em 17 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas, o expediente terá início às 15h.

Rodrigo Novaes, secretário de turismo e lazer de Pernambuco, informou que a decisão se dá para evitar o contágio nesse momento em que a Covid-19 avança no estado. Pernambuco registra quase 180 mil infectados e mais de 10 mil mortes, além de 200 mil vacinados. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários