Brasil Econômico

Ouro Preto, em Minas Gerais
shutterstock
Ouro Preto, em Minas Gerais

Cerca de 30 famílias serão retiradas de comunidades em Ouro Preto , na região Central de Minas Gerais, por estarem localizadas na Zona de Autossalvamento (ZAS) da barragem Doutor , da mina de Timbopeba . O anúncio foi feito pela mineradora Vale nesta quarta-feira (10), seguindo recomendação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) .

A remoção das comunidades Antônio Pereira e Vila Antônio Pereira será coordenada pela Defesa Civil Estadual e se deve à revisão da mancha de inundação anunciada em agosto de 2020. A barragem, de acordo com o órgão, permanece estável no nível de segurança 2 de emergência.

A mineradora informou que as famílias receberão assistência integral da empresa e poderão escolher suas novas moradias - as comunidades já começaram a ser visitadas para que sejam acertados os detalhes junto aos moradores.

Você viu?

Em nota enviada à imprensa, a mineradora informou que "cabe ressaltar que não houve alteração nas condições de segurança da barragem Doutor. A estrutura, que permanece em nível 2 de emergência, é monitorada 24 horas por dia pelo Centro de Monitoramento Técnico (CGM) da Vale".

Resgate de animais

Ainda de acordo com a Vale, animais domésticos e de produção que não puderem ser levados por seus tutores serão acolhidos temporariamente em instalações de fauna.

A empresa informou, também, que tem monitorado todas as barragens e que tem sido realizadas inspeções em campo. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários