Balneário Camboriú seria o próximo destino da estudante de medicina, Mariana Guimarães
Divulgação/Hoteis.com
Balneário Camboriú seria o próximo destino da estudante de medicina, Mariana Guimarães

Desde os 18 anos, a estudante de medicina Mariana Guimarães, aproveita o feriado de Carnaval para viajar com amigas. Em 2020, foi a Recife e se esbaldou nos blocos de rua. E em março já havia acertado o destino deste ano: comprou um pacote para ir à Balneário Camboriú . A viagem que duraria 10 dias precisou ser cancelada devido à pandemia, frustrando os planos da futura médica, que iniciaria as comemorações do último ano de faculdade.

"Estava tudo pronto para ir. No começo, tinha a expectativa de redução da pandemia ainda no ano passado. Queria comemorar o meu último carnaval na faculdade, mas não vai dar", afirma.

A decepção da Mariana pode ser vista também em agências de viagens. De acordo com a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo , o faturamento de mais da metade das operadoras caiu de 75% a 100% nos últimos meses.  

"O cancelamento de feriado tem um impacto muito grande. Mesmo com a pandemia, havia uma expectativa de compras de passagens nas operadoras, mas sem o feriado essa expectativa cai por terra. Tem operadoras que obtiveram queda de 100% do faturamento nos últimos meses. Isso é muito preocupante", afirma o diretor da entidade, Roberto Haro Nedelciu.

Nedelciu ressalta as boas expectativas com a chegada da vacina contra a Covid-19 para ajudar na retomada do setor turístico. Para o diretor da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo, a situação só deve voltar ao normal no segundo semestre deste ano.

Você viu?

"Quando a vacina estiver disponível para todos, com toda certeza terá um boom no setor do turismo. Haverá uma rápida recuperação. Acredito que isso acontecerá entre o meio e o fim do segundo semestre”, estima.

“As passagens estão muito baratas. Há promoções para o Caribe por US$ 400, valor impensável, tempos atrás. É interessante reservar e aproveitar os descontos agora, porque no fim do ano o valor vai aumentar muito”, aconselha o diretor.

Hotéis devem ter apenas 15% das reservas efetivadas neste Carnaval
Reprodução: iG Minas Gerais
Hotéis devem ter apenas 15% das reservas efetivadas neste Carnaval

O setor de hotelaria também deve ser afetado com o cancelamento das reservas. Mesmo sem previsão de índice de queda, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo estima que 30% dos quartos devem ser ocupados em cidades turísticas, como Campos do Jordão .

"A situação não deve diferir do que está atualmente. Instâncias turísticas devem ter ocupação maior do que cidades empresariais, como São Paulo. Acredito que na capital, tenhamos ocupação de 15%", afirma Ricardo Roman Júnior, presidente da Abih-SP.

Júnior se diz favorável as medidas de restrição impostas pelo Governo de São Paulo para combater a Covid-19, no entanto, as mudanças de fases impossibilitam os empresários a gerarem expectativas de crescimento.

"Nós defendemos a manutenção da vida, só que para isso, vivendo em uma gangorra. Não sabemos quando tudo voltará ao normal e nem o quanto teremos de ocupação", ressalta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários