Brasil Econômico

Antiga fábrica da Ford em São Bernardo do Campo
Divulgação/Ford
Antiga fábrica da Ford em São Bernardo do Campo

A Ford teve prejuízo de US$ 2,8 bilhões no quarto trimestre de 2020, número 64,7% maior que o registrado no mesmo período do ano anterior. Entre outubro e dezembro, a receita da montadora recuou 9% em relação a 2019.

Mas não foi só a queda na receita que gerou o alto prejuízo. O último balanço da Ford também foi afetado por uma baixa contábil de US$ 1,16 bilhão relativa às despesas não monetárias ocasionadas pelo encerramento das operações no Brasil .

"A Ford reduziu seu prejuízo operacional na América do Sul pelo quinto trimestre consecutivo, depois, em meados de janeiro, tomou medidas mais enérgicas para conter a persistente fraca demanda da indústria e outras realidades econômicas regionais. A Ford Brasil decidiu encerrar a fabricação em suas três unidades no país", informou a empresa seu comunicado de resultados.

Você viu?

O prejuízo operacional, chamado de Ebit , da Ford na América do Sul foi de US$ 105 milhões, valor 40% menor que o resgistrado no ano anterior. A receita, porém, caiu 10% na região, chegando a US$ 900 milhões.

Mas a América do Sul não foi o único local em que a Ford teve queda no faturamento no último trimestre de 2020. Na América do Norte, o recuo foi de 13% e, na China, de 17%. Já o lucro operacional cresceu em todas as regiões onde a montadora atua.

No acumulado de 2020, a Ford teve prejuízo global de US$ 1,3 bilhão - em 2019, houve lucro de US$ 27 milhões. A receita caiu 18% em 2020.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários