Brasil Econômico

Manifestantes bloquearam a Avenida Morumbi, local onde fica o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista
Reprodução/TV Globo
Manifestantes bloquearam a Avenida Morumbi, local onde fica o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista

Donos de bares e restaurantes realizaram uma manifestação contra o fechamento de estabelecimentos aos finais de semana, feriados e no período noturno em dias úteis . Na visão dos empresários, a medida vai causar prejuízos ao setor, já afetado em decorrência da redução de ocupação de mesas e horário de funcionamento.

Os manifestantes se concentraram às 9h da manhã, em frente ao Palácio dos Bandeirantes , sede do governo paulista. Às 13h, líderes de sindicatos e representantes dos empresários conversaram com autoridades. Eles argumentaram que está difícil manter os empregos e que mais restrições devem provocar uma onda de demissões.

O Governo de São Paulo não informou se fará adaptações nas medidas anunciadas ou se irá disponibilizar incentivos para a manutenção dos empregos.

Você viu?

Fase Vermelha

Em coletiva realizada no começo da tarde desta sexta-feira (22), o governador João Dória (PSDB) anunciou novas medidas de restrição no estado. Seis regiões regrediram para a fase vermelha: Franca, Barretos, Taubaté, Presidente Prudente, Bauru e Sorocaba. A região de Marília já estava em estado de alerta na última atualização do Plano SP, na semana passada.

Ribeirão Preto, Araraquara, São João da Boa Vista, Baixada Santista, Campinas e Grande SP estão na fase laranja.

A Secretaria de Saúde informou que nenhuma região irá para fase amarela até o dia 8 de fevereiro. As cidades que apresentaram aumento de internações por Covid-19 podem passar para a fase mais restritiva.

O governo ressaltou que o estado ficará em zona vermelha a partir das 20h em dias úteis, finais de semana e feriados. Ou seja, apenas serviços essenciais e delivery poderão funcionar .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários