Brasil Econômico

André Brandão
Marcelo Camargo/Agência Brasil
André Brandão assumiu a presidência do Banco há quatro meses

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República confirmou na tarde desta quinta-feira (14) o pedido de Jair Bolsonaro (sem partido) para demitir o presidente do Banco do Brasil , André Brandão . A solicitação do presidente endereçada ao Ministro da Economia , Paulo Guedes , acontece após a autarquia anunciar o plano de reestruturação e o fechamento de 200 agências .

De acordo com o comunicado, Bolsonaro não teria ficado satisfeito com a decisão tomada por Brandão, por isso solicitou a saída do presidente do BB. No entanto, Guedes tenta reverter o quadro.

Fontes no Palácio do Planalto informaram que o presidente quer adiar o plano de reestruturação da instituição para não interferir nas eleições para a presidência da Câmara e do Senado , marcadas para 1º de fevereiro.

Nesta quinta-feira, o Banco do Brasil informou que não recebeu o pedido de demissão de André Brandão.

Em reunião com Paulo Guedes, o presidente do Banco Central , Roberto Campos Neto, também se mostrou contrário a saída do presidente do BB. Para Neto, a demissão de Brandão pode ser entendida como interferência do poder executivo em uma empresa com ações na Bolsa de Valores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários