Brasil Econômico

Brics
Reprodução
Parcela venceu no último domingo (03); Governo culpou Congresso pela falta de verba

O Governo Federal não pagou a parcela de US$ 292 milhões (R$ 1,6 bilhão) para custear o Novo Banco de Desenvolvimento , mais conhecido como Banco do Brics . O valor para o banco de países em desenvolvimento deveria ter sido pago no último domingo (03), mas, de acordo com o Ministério da Economia , não houve a liberação da verba para o pagamento.

A pasta, chefiada por Paulo Guedes , culpou o Congresso Nacional  por não ter disponibilizado, em duas oportunidades, o valor da parcela. Em uma das solicitações, o Governo teria pedido R$ 1,5 bilhão para viabizar a operação e pagar outras despesas.

“Mais uma vez, a solicitação feita não foi acatada pelo Congresso Nacional e os recursos foram remanejados pelo Parlamento para suplementar programações em outros ministérios”, afirmou em nota.

Em uma publicação no Twitter, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia , rebateu a afirmação do Ministério da Economia e disse que o governo é “incompetente” .

“Governo transferindo responsabilidade. É prática de um governo incompetente. É sempre assim”, escreveu Maia.

Caso o valor não seja depositado, o Brasil pode perder o direito de voto no novo banco, o que aumentaria o poder dos outros países participantes do bloco ( Rússia , China , Índia e África do Sul ). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários