Brasil Econômico

Guedes
Agência Brasil
Interlocutores de Guedes afirmam que medida será tomada "em caso de necessidade"

Com o fim do auxílio emergencial , o Governo Federal encontrou no adiantamento do 13° dos aposentados , uma forma de garantir a sustentação da retomada econômica. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a medida, que será tomada apenas em caso de necessidade, é cogitada após o aumento de casos de Covid-19 no país e por medo que tenha um crescimento no índice de isolamento social .

Nos últimos dias, o Ministério da Economia vem sendo pressionado para prorrogar o auxílio emergencial, para manter a circulação de dinheiro em meio a crise econômica causada pandemia de coronavírus. Na última segunda-feira (14), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou um projeto de lei que estabelece o pagamento do benefício até março de 2021.

A ideia é rechaçada pelo presidente Jair Bolsonaro e por seus ministros, dentre eles Paulo Guedes . Em caso de mudança de planos, o Governo teria que apresentar a prorrogação da PEC do Orçamento de Guerra , entretanto, a proposta esbarraria no presidente da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia, que afirmou que não irá colocar a medida na pauta de votações. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários