Black Friday
Unsplash
Veja quais sites você deve evitar durante a Black Friday

O Procon-RJ divulgou uma lista de 200 sites que devem ser evitados pelos consumidores durante a Black Friday . Além de endereços fraudulentos, a entidade de defesa do consumidor inclui as empresas que não entregam os produtos, não respondem as reclamações dos clientes, nem as notificações da entidade.

Para montar a lista, que pode ser acessada neste link , o Procon-RJ analisou ainda se os sites tinham cadastro ativo na Receita Federal e estão aptos a emitir nota fiscal, se informavam CNPJ, endereço, telefone e outros meios de contato.

"Todos os sites foram checados, foi um trabalho de pesquisa grande. É importante que os consumidores consultem a lista para não cair em armadilhas", destaca Cassio Coelho, presidente do Procon-RJ.

Coelho orienta ainda os consumidores a não enviar cópias de documentos por e-mail ou aplicativos de mensagens, sob nenhum pretexto. "Sites fraudulentos têm usado o pretexto que os documentos são necessários para emissão da nota fiscal, é uma mentira. Não caiam nessa armadilha a pretexto de oferecer desconto".

Preços e prazos de entrega muito abaixo dos praticados no mercado também são um sinal de alerta para golpe . Sites que aceitam apenas pagamento por boleto bancário devem ser evitados, pois em caso de problema com a compra, o consumidor terá mais dificuldade de ressarcimento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários