abono pis
Reprodução
Caixa e Banco do Brasil pagam abono salarial PIS/Pasep nesta terça-feira (17)

O abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), no valor de até um salário mínimo (R$ 1.045), será liberado nesta terça-feira (17) para trabalhadores da iniciativa privada nascidos em novembro e servidores, militares e empregados de empresas públicas com final de inscrição 4.

O pagamento — referente ao calendário 2020/2021 — será feito aos que têm direito ao benefício, mas não possuem contas na Caixa Econômica Federal (no caso dos empregados da iniciativa privada, que recebem o PIS ) ou no Banco do Brasil (trabalhadores do serviço público, com direito ao Pasep ). Essas pessoas deverão sacar o dinheiro no caixa.

Os que são clientes dos bancos — nascidos de julho a dezembro ou com finais de inscrição de 0 a 4 — receberam o crédito automático de forma antecipada, no fim de junho.

O valor do abono salarial varia de R$ 88 a R$ 1.045, dependendo do período trabalhado com registro formal no ano passado. A possibilidade de saque se estenderá até 30 de junho de 2021.

Quem tem direito?

O valor do abono pode chegar a um salário mínimo (R$ 1.045), dependendo do número de meses trabalhados no exercício anterior (neste caso, 2019). Portanto, quem trabalhou um mês no ano-base 2019 receberá 1/12 do piso nacional. Quem trabalhou 2 meses receberá 2/12 e assim por diante. Só terá o valor total quem trabalhou o ano passado inteiro.

Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2019. É preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há, no mínimo, cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Como saber se tem dinheiro a receber?

Informações sobre o PIS também podem ser obtidas pelo telefone 0800-726-0207. O trabalhador pode fazer uma consulta ainda no site www.caixa.gov.br/PIS , clicando em "Consultar pagamento". Para isso, é preciso ter o número do NIS (PIS/Pasep). Informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729-0001.

Considerando todo o calendário de pagamentos, a Caixa vai liberar R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões de pessoas inscritas no PIS. No caso do Pasep, serão beneficiados 2,7 milhões de trabalhadores, o que representará mais de R$ 2,5 bilhões em desembolsos.

Meses trabalhados x valor a receber

  • 1 mês com carteira assinada- R$ 88;
  • 2 meses - R$ 175;
  • 3 meses - R$ 262;
  • 4 meses - R$ 349;
  • 5 meses - R$ 436;
  • 6 meses - R$ 523;
  • 7 meses - R$ 610;
  • 8 meses - R$ 697;
  • 9 meses - R$ 784;
  • 10 meses - R$ 871;
  • 11 meses - R$ 958; e
  • 12 meses - R$ 1.045.

Como sacar?

No caso da Caixa, o dinheiro poderá ser retirado com Cartão Cidadão e senha, nos terminais de autoatendimento, nas unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui. Para os que não têm o cartão, é preciso procurar os guichês das agências, com documento de identificação.

Os servidores ou os militares precisam procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identidade.

Confira os cronogramas de pagamentos

PIS: Nascidos em/data de pagamento para não correntistas

  • Julho - 16/07/2020;
  • Agosto - 18/08/2020;
  • Setembro - 15/09/2020;
  • Outubro - 14//10/2020;
  • Novembro - 17/11/2020;
  • Dezembro - 15/12/2020;
  • Janeiro - 19/01/2021;
  • Fevereiro - 19/01/2021;
  • Março - 11/02/2021
  • Abril - 11/02/2021;
  • Maio - 17/03/2021; e
  • Junho - 17/03/2021.

Pasep: Número de inscrição/data de pagamento para não correntistas

  • 0 - 16/07/2020;
  • 1 - 18/08/2020;
  • 2 - 15/09/2020;
  • 3 - 14/10/2020;
  • 4 - 17/11/2020;
  • 5 - 19/01/2021; e
  • 6 e 7 - 11/02/2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários