pix
Lorena Amaro
Pix iniciou período de testes nesta terça-feira (3), com transações em média de R$ 90

O Banco Central (BC) avaliou que o primeiro dia de testes do Pix , nesta terça-feira (3), aconteceu como o planejado, com 1.570 transações realizadas e total aproximado transacionado de R$ 142 mil, chegando a uma média de cerca de R$ 90 por transferência. O período de operação restrita vai até o próximo dia 15 e para um número pequeno de clientes. O  Pix começa a funcionar para todos no dia 16 deste mês.

Para o chefe do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC, Angelo Duarte, as falhas e instabilidades registradas pelas instituições financeiras eram esperadas para esse primeiro momento de testes no Pix :

"Ao longo do dia o que se observou foi que vários desses problemas foram sendo sanados e um número crescente de instituições passou a operar normalmente", pontuou.

Na avaliação do chefe-adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro, Carlos Eduardo Brandt, os números são positivos:

"Tem-se a expectativa ao longo da semana que gradativamente essa quantidade de operações vá subindo".

Nesta terça, o BC ainda registrou 2,2 milhões de chaves cadastradas , chegando ao total de 25 milhões de cadastros. Segundo o Banco Central , a maioria das 762 instituições financeiras que participam do período de testes começou com 1% dos clientes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários