Brasil Econômico

restaurante
shutterstock
Entrada de clientes é permitida até às 22h na fase verde da reabertura de estabelecimentos

No sábado (10), o prefeito de São Paulo, prefeito Bruno Covas (PSDB), assinou um decreto com os protocolos e regras para que a capital paulista avance à  fase verde do Plano São Paulo. O documento autoriza que  bares e restaurantes funcionem até as 23h na capital paulista.



Os clientes podem entrar nos estabelecimentos e fazer pedidos até as 22h. O limite de funcionamento diário dos restaurantes e bares foi aumentado, de oito para 12 horas.

A fase verde, penúltima do plano antes do considerado "novo normal", possibilita um maior abrandamento nas restrições e ampliação da capacidade de ocupação, em 60%, em atividades comerciais como shoppings, lojas de rua, academias e setor de serviços. Os serviços já foram reabertos na capital.

Além disso, cinemas e outras atividades culturais com restrição de público e distanciamento social também poderão receber autorização para reabertura, desde que se comprometam com protocolos de segurança. O uso de máscaras continuará obrigatório em todos os ambientes. 

Outras regiões do Estado de SP também foram para a fase verde

As regiões de Campinas, Piracicaba, Sorocaba, Taubaté, Baixada Santista e a Região Metropolitana de São Paulo evoluíram da fase amarela e entram agora na etapa verde do Plano São Paulo, que determina a reabertura de serviços e comércio no Estado.

Juntas, as regiões representam 76% da população paulista. De acordo com o governo, a nova configuração vale até 16 de novembro, quando ocorrerá uma nova qualificação.

"Os indicadores da pandemia melhoraram no estado, como já ocorre nas últimas semanas. Nessas regiões, a melhora foi ainda mais acentuada", afirmou o governador João Doria (PSDB) na sexta-feira (9).

    Veja Também

      Mostrar mais