Brasil Econômico

carne bovina
Agência Brasil/Arquivo
Autoridades chineses dizem ter encontrado resquícios do novo coronavírus em embalagem de carne bovina exportada pelo Brasil

Pouco menos de dois meses após encontrar  asas de frango congeladas importadas do Brasil que testaram positivo para o novo coronavírus (Sars-CoV-2), autoridades chineses voltam a reportar casos em produtos exportados pelo Brasil, desta vez em relação à carne bovina.

A China diz que encontrou vestígios do novo coronavírus na embalagem de carne bovina em inspeção realizada no Porto de Dalian, que é um dos maiores do país asiático. A carne em questão foi exportada pelo frigorífico Minerva, em unidade de Barretos (SP), onde a empresa foi fundada, há 96 anos. A embaixada do Brasil em Pequim já foi comunicada oficialmente do caso.

O Minerva é o terceiro maior produtor de carne bovina brasileiro, atrás apenas de JBS e Marfrig.

Maior importadora dos produtos brasileiros, a China representa 60% do faturamento com as exportações de carne bovina de janeiro a julho de 2020. No período, o Brasil exportou 1,1 milhão de toneladas de carne bovina, faturando US$ 4,7 bilhões.

    Veja Também

      Mostrar mais