Afif Domingos
Luis Fortes/Agência Sebrae
Afif Domingos, assessor de Guedes, diz que ideia de usar precatórios não saiu do ministério

Guilherme Afif Domingos, assessor especial do ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira (1) que a  proposta de usar recursos de pagamento de precatórios para financiar o Renda Cidadãnovo Bolsa Família – é uma proposta que não tem cabimento. Ele participou de coletiva sobre programa de renegociação de dívidas com a União e fez questão de ressaltar que a proposta não saiu do Ministério da Economia.

"Nós não vamos postergar dívida para arrumar dinheiro para fazer programas sociais, porque esses programas vão ter um cunho permanente, e esse postergamento de dívida é provisório, vai descasar no orçamento, não vai dar certo. É um proposta esdrúxula que não tem cabimento", disse Afif.

O assessor fez questão de ressaltar que a proposta não saiu do Ministério. Ela foi apresentada pelo senador Márcio Bittar (MDB-AC), relator do Orçamento do próximo ano e da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Emergencial.

"O que ministério aponta no orçamento é exatamente a relação das despesas e uma que salta aos olhos é o volume de precatórios para o próximo Orçamento, que teve crescimento vertiginoso. Isto é apontado no Orçamento, seu volume, agora dizer que ali viria haver uma limitação para sobrar dinheiro para um programa de renda, isso não saiu do ministério. E portanto posso dizer com toda certeza que a posição do ministro é negativa."

    Veja Também

      Mostrar mais