Brasil Econômico

fila caixa auxílio emergencial
Fenae
Nesta segunda, recebem o auxílio 7,8 milhões de nascidos em outubro e novembro do Ciclo 2 e beneficiários do Bolsa Família com NIS de final 8

A Caixa Econômica Federal volta a pagar nesta segunda-feira (28) o auxílio emergencial , englobando 9,4 milhões de pessoas, entre 7,8 milhões de inscritos pelo site, aplicativo ou agências do Correios, e 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família que fazem parte do auxílio. A  programação desta semana inclui depósitos e liberação de saques de R$ 600 e também pagamentos do auxílio residual de R$ 300, e vai até quarta-feira (30).

Nesta segunda, 7,8 milhões de nascidos em outubro e novembro que integram o Ciclo 2 de pagamentos recebem os R$ 600 do auxílio emergencial , além de 1,6 milhão de integrantes do Bolsa Família, que recebem a primeira parcela do auxílio de R$ 300, a sexta desde o início do programa emergencial, até quarta-feira (30). Confira a seguir os detalhes dos pagamentos da semana.

Pagamentos do Ciclo 2

Fazem parte do Ciclo 2 de pagamentos do auxílio emergencial três grupos: trabalhadores que fizeram o cadastro nas agências dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho; trabalhadores que fizeram a contestação pelo site da Caixa ou App Caixa Auxílio Emergencial de 3 de julho a 16 de agosto e foram considerados elegíveis; e beneficiários que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores, mas que tiveram o benefício reavaliado em agosto. Nesta semana, quem recebe são os nascidos em agosto, na quarta, e os aniversariantes de setembro, na sexta-feira.

A parcela do auxílio a ser recebida pelo beneficiário depende de quando o cadastro foi aprovado. Confira:

  • 1ª parcela: aqueles que se cadastraram com ajuda de funcionários dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho;
  • 1ª parcela: aprovados depois de contestar o cadastro entre 3 de julho e 16 de agosto;
  • 2ª parcela: aqueles que tiveram cadastro aprovado em julho;
  • 2ª parcela: aprovado depois de contestar o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho, que precisaram aguardar reanálise;
  • 3ª parcela: quem começou a receber entre o final de junho e o começo de julho;
  • 4ª parcela: quem começou a receber o dinheiro em maio; e
  • 5ª parcela: quem começou a receber em abril, mas ficou de fora do primeiro lote.

Para todos esses, o calendário do auxílio  é um só, dividido entre as datas de depósitos e as liberações para saques e transferências, sendo separado apenas pelos meses de nascimento. Os depósitos vão de 28 de agosto, para os nascidos em janeiro, até 30 de setembro, para quem faz aniversário em dezembro. Os saques começaram em 19 de setembro e vão até 27 de outubro.

Confira os calendários de depósitos e saques para o Ciclo 2:

Depósitos

  • 28 de agosto - nascidos em janeiro;
  • 2 de setembro - nascidos em fevereiro;
  • 4 de setembro - nascidos em março;
  • 9 de setembro - nascidos em abril;
  • 11 de setembro - nascidos em maio;
  • 16 de setembro - nascidos em junho;
  • 18 de setembro - nascidos em julho;
  • 23 de setembro - nascidos em agosto;
  • 25 de setembro - nascidos em setembro;
  • 28 de setembro - nascidos em outubro e novembro ; e
  • 30 de setembro - nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 19 de setembro - nascidos em janeiro;
  • 22 de setembro - nascidos em fevereiro;
  • 29 de setembro - nascidos em março;
  • 1º de outubro - nascidos em abril;
  • 3 de outubro - nascidos em maio;
  • 6 de outubro - nascidos em junho;
  • 8 de outubro - nascidos em julho;
  • 13 de outubro - nascidos em agosto;
  • 15 de outubro - nascidos em setembro;
  • 20 de outubro - nascidos em outubro;
  • 22 de outubro - nascidos em novembro; e
  • 27 de outubro - nascidos em dezembro.

Pagamentos do auxílio para integrantes do Bolsa Família

Primeiros a terem direito às parcelas de R$ 300 do auxílio após a criação das novas regras , que cortaram o valor do benefício pela metade, os beneficiários do Bolsa Família só recebem o auxílio se ele for mais vantajoso que o valor recebido normalmente pelo programa de transferência de renda criado no governo petista.

Quem recebia até março R$ 400 de Bolsa Família, por exemplo, passou a receber R$ 600, porque a parcela do auxílio era maior. Agora, quem se enquadrar nessa exemplo voltará a sacar R$ 400, abrindo mão dos R$ 300, porque o benefício social antigo, do próprio Bolsa Família, é superior ao auxílio.

O calendário do auxílio neste mês vai se estender até 30 de setembro, com um grupo por dia, até que o beneficio seja pago aos que têm Número de Identificação Social (NIS) de final 0.

O dinheiro poderá ser sacado em caixas eletrônicos, lotéricas ou correspondente Caixa Aqui, com o cartão original do Bolsa Família. Segundo a Caixa, serão pagos R$ 4,3 bilhões de auxílio emergencial para mais de 16,3 milhões de pessoas (ou 12,6 milhões de famílias).

Quem está inscrito no programa social receberá um novo pagamento conforme o cronograma abaixo:

  • 17 de setembro - NIS de final 1;
  • 18 de setembro - NIS de final 2;
  • 21 de setembro - NIS de final 3;
  • 22 de setembro - NIS de final 4;
  • 23 de setembro - NIS de final 5;
  • 24 de setembro - NIS de final 6;
  • 25 de setembro - NIS de final 7;
  • 28 de setembro - NIS de final 8 ;
  • 29 de setembro - NIS de final 9; e
  • 30 de setembro - NIS de final 0.

    Veja Também

      Mostrar mais