fila caixa auxílio emergencial
Gabriel de Paiva/Agência O Globo
Beneficiários do Bolsa Família com NIS de final 6 recebem os R$ 300 do auxílio nesta quinta-feira (24)

Nesta quinta-feira (24), 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família que têm Número de Identificação Social (NIS) com final 6 podem sacar a  primeira das quatro parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial residual ou extensão, como o benefício agora é chamado pelo governo federal. O dinheiro poderá ser retirado em caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, casas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui.

Para realizar o saque, basta utilizar o cartão original do Bolsa Família. O auxílio residual , neste caso, será pago até dezembro. Para as mães chefes de família, o valor será dobrado (R$ 600). Antes, elas recebiam R$ 1.200, o dobro do valor original de auxílio, R$ 600.

Os pagamentos do Bolsa Família de setembro serão feitos até o dia 30, quando vão receber os que têm NIS com final 0. Ao todo, serão pagos R$ 7 bilhões neste mês. Confira todas as datas abaixo.

Cronograma do Bolsa Família de setembro

Quem está inscrito no programa social receberá um novo pagamento conforme o calendário abaixo:

  • 17 de setembro - NIS de final 1;
  • 18 de setembro - NIS de final 2;
  • 21 de setembro - NIS de final 3;
  • 22 de setembro - NIS de final 4;
  • 23 de setembro - NIS de final 5;
  • 24 de setembro - NIS de final 6;
  • 25 de setembro - NIS de final 7;
  • 28 de setembro - NIS de final 8;
  • 29 de setembro - NIS de final 9; e
  • 30 de setembro - NIS de final 0.

Ao todo, mais de 12,6 milhões de famílias cadastradas foram consideradas elegíveis ao auxílio de R$ 300 em setembro. Considerando o total de pessoas beneficiadas, chega-se a 16,3 milhões, segundo o Ministério da Cidadania.

Do universo de cidadãos contemplados, 10,6 milhões vão receber o benefício de R$ 300. Outros 5,7 milhões terão a cota dobrada (R$ 600).

Vale destacar que, no caso do Bolsa Família, o beneficiário tem o direito de sacar o valor mais vantajoso: auxílio emergencial ou benefício original do programa social.

Uma pessoa que até março ganhava R$ 400 de Bolsa Família, por exemplo, passou a receber R$ 600, porque o auxílio emergencial era maior. Agora, voltará a sacar R$ 400, abrindo mão dos R$ 300, porque o benefício social antigo, do programa de transferência de renda, é superior ao auxílio residual.

    Veja Também

      Mostrar mais