Brasil Econômico

auxilio
Fenae
De 61 milhões de pessoas no programa do auxílio emergencial, 16,9 milhões não terão direito a todas as parcelas até dezembro

Atualmente, há 61 milhões de pessoas no programa do auxílio emergencial. Dessas, 16,9 milhões não terão direito a receber todas as parcelas da prorrogação de R$ 300 até o mês de dezembro. Assim, aproximadamente 30% dos beneficiários do auxílio não receberá o valor total que o programa havia prometido.

Os números, dos ministérios da Cidadania e da Economia, foram obtidos pelo canal GloboNews nesta quarta-feira (23).

O governo afirma que divulgará o calendário dos pagamentos das parcelas de R$ 300 na segunda-feira (28). Até agora, só o público do Bolsa Família começou receber a prorrogação de R$ 300. Os demais inscritos no auxílio emergencial ainda não têm o calendário da prorrogação.

Segundo os dados do governo obtidos pela emissora, havia 67 milhões de brasileiros no auxílio emergencial. Neste mês, 5 milhões de pessoas foram excluídas por não atenderem mais aos critérios do programa. As regras do auxílio emergencial incluem emprego e renda.

Dentro desses 5 milhões de recém excluídos, 1 milhão foi tirado do programa do auxílio emergencial  por  fraudes ou cadastro irregular.

Saiba de qual Ciclo do auxílio emergencial você faz parte, quantas parcelas você receberá e quantas pessoas estão em cada grupo:

Ciclo 1: beneficiário que recebeu a primeira parcela em abril e, ao todo, receberá todas as nove parcelas até dezembro (cinco de R$ 600 e quatro de R$ 300) – 44 milhões de pessoas;

Ciclo 2:  quem recebeu a primeira parcela em maio e, ao todo, receberá oito parcelas (cinco de R$ 600 e três de R$ 300) – 9 milhões de pessoas;

Ciclo 3:  quem recebeu a primeira parcela em junho e, ao todo, receberá sete parcelas (cinco de R$ 600 e duas de R$ 300) – 5,4 milhões de pessoas;

Ciclo 4: quem recebeu a primeira parcela em julho e, ao todo, receberá seis parcelas (cinco de R$ 600 e uma de R$ 300) – 2,5 milhões de pessoas.

    Veja Também

      Mostrar mais