Brasil Econômico

carros
Thinkstock Photos
Imposto de veículos que esteja atrasado de 2019 e de anos anteriores poderá ser pago em até 10 vezes; veja como fazer o parcelamento

A partir de  amanhã, quarta-feira (23), a Procuradoria Geral do Estado de São Paulo fará acordos com cidadãos que têm IPVAs (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) atrasados de 2019 e de anos anteriores. As dívidas poderão ser quitadas em dez vezes.


Os proprietários de veículos poderão limpar o nome por pagamentos em boleto bancário. O programa também serve para quem já fez acordo de parcelamento de dívida do IPVA anteriormente com a Procuradoria e não cumpriu.

Há dois anos, o Estado de SP permite o parcelamento do IPVA pendente. Em 2019 foram realizados 103.787 parcelamentos, totalizando R$ 162 milhões. Para 2020, a Procuradoria estima realizar 600 mil acordos sobre dívidas de 2018 e 2019, além dos IPVAs anteriores que já haviam sido parcelados. 

Ficar em dívida no IPVA gera bloqueio: o proprietário do carro não consegue licenciar o veículo e fica impossibilitado de circular com ele no país, estando sujeito a multas e pontos na carteira de motorista.

Saiba como parcelar o IPVA atrasado

1. Consulte os débitos no site da Procuradoria de SP, com o número do documento do veículo, acessando o portal Dívida Ativa ;

2. Clique em "Consultas" e, depois, em "Consultar débitos";

3. No "tipo de pesquisa", escolha "Renavam" e coloque o número do seu documento;

4. O sistema vai retornar ao contribuinte, informando as dívidas do veículo que poderão ser parceladas;

5. Na opção "Parcelamento", o sistema te leva para as condições de pagamento;

6. Emita o termo de adesão ao acordo e as guias de recolhimento. Boletos gerados pelo site podem ser pagos em agências bancárias ou lotéricas pelo código de barras.

    Veja Também

      Mostrar mais