Brasil Econômico

Greve dos Correios
Arquivo/Agência Brasil
O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou na tarde desta segunda-feira (21) o acordo entre a empresa estatal dos Correios e seus funcionários, que estão em greve

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julga na tarde desta segunda-feira (21) o acordo entre a empresa estatal dos  Correios e seus funcionários, que estão em paralisação. Foi decidido que a  greve dos Correios  termine e que os trabalhadores  retornem ao trabalho nesta terça (22). 

Confira a decisão atualizada sobre o fim da greve dos Correios.


O julgamento decide sobre o dissídio coletivo, em que a empresa pede a declaração da abusividade da greve de seus empregados, iniciada em 17 de agosto. A sessão foi definida pela relatora, ministra Kátia Arruda, depois de duas tentativas de solução consensual sobre a greve dos Correios.

Tentativas anteriores de acordo entre empresa e empregados dos Correios deram errado

No dia 27 de agosto, o vice-presidente do TST, ministro Vieira de Mello Filho, se reuniu com a empresa dos Correios e as entidades sindicais representantes dos empregados e propôs a renovação das 79 cláusulas vigentes, sem reajustes nas cláusulas econômicas. A proposta foi rejeitada pela empresa. 

Em 2 de setembro, a relatora deferiu liminar para determinar a manutenção de 70% dos trabalhadores dos Correios em cada unidade e vedar a realização de descontos relativos aos dias de paralisação. No dia 11, ela promoveu nova audiência de conciliação, mas as negociações não avançaram.

    Veja Também

      Mostrar mais