Reprodução/Facebook
"O momento é de abrir o comércio com responsabilidade", afirmou Bolsonaro em vídeo no Twitter


Neste domingo (23), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que  empregos no Brasil foram destruídos por “algumas autoridades”, apesar de não apontar quais. Mesmo com 114 pessoas mortas devido à pandemia no País, Bolsonaro afirmou que é preciso voltar à normalidade.



“Ao longo destes 5 meses, algumas autoridades destruíram os empregos do Brasil. O Governo Federal fez sua parte, criou meios para que pequenas e médias empresas conseguissem manter seus empregados, bem como criou o auxílio emergencial de R$ 600, que durou por 5 meses”, disse Bolsonaro no vídeo.

Em seguida, Bolsonaro voltou a afirmar que o valor total do auxílio emergencial é um “ grande gasto para o Brasil e que é preciso voltar ao normal.

Você viu?

“Esse valor [os R$ 600 reais] pode não ser muito para quem o recebe, mas é muito para o Brasil, que gasta, por mês, R$ 50 bilhões. O momento é de abrir o comércio com responsabilidade, voltar à normalidade e resgatar os empregos”, afirmou o presidente.

O pronunciamento foi publicado em um vídeo em seu perfil no Twitter.


Bolsonaro aproveitou o vídeo para retomar fala que fez em coletiva a jornalistas na saída do Palácio do Planalto, em março. O presidente, que sempre se mostrou contra as medidas de isolamento social e paralisação econômica, havia afirmado que a pandemia também era uma questão “econômica e de emprego”.

“Se o emprego continuar sendo destruído da forma como está sendo, mortes virão, outra, por outros motivos”, afirmou Bolsonaro na ocasião.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários