Brasil Econômico

Bruno Covas, prefeito de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo
Bruno Covas, prefeito de São Paulo, afirmou que comércio tem liberdade para escolher horário de funcionamento


Na última quarta-feira (19), o Governo do Estado de São Paulo deu aval para que comércio , academias e bares possam funcionar 8 horas por dia . Hoje (21), o prefeito Bruno Covas (PSD), deu aval para que o comércio adote o horário de funcionamento também na capital.


A portaria da Prefeitura de São Paulo também estabelece o horário de funcionamento estendido para escritórios, concessionárias, imobiliárias, barbearias, academias e salões de beleza

Segundo o prefeito, as 8 horas são estabelecidas a critério do estabelecimento, e podem ser cumpridas de forma contínua ou fracionada. A Vigilância Sanitária acatou o pedido e permitiu o funcionamento de acordo com os novos critérios.

“Bares, restaurantes e similares também podem funcionar no período de 8 horas de forma corrida ou fracionada observado o limite das 22 horas”, disse Covas.

O prefeito também detalhou o novo horário de funcionamento para galerias, shoppings centers, comércio de rua e shoppings populares.

  • Comércio de rua: 10h às 18h
  • Galerias: 10h às 18h
  • Shoppings populares: 5h às 13h
  • Demais shoppings centers: 12h às 20h

Apesar dos horários estabelecidos, os comércios de rua, galerias comerciais e shoppings que quiserem operar em horário diferente devem informar em uma placa, informando o novo horário de funcionamento

Segundo Covas, essa foi uma reivindicação do próprio setor do comércio, que afirmava que shoppings e comércios centrais operam em horário diferente dos de regiões periféricas da cidade de São Paulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários