Brasil Econômico

Idosos fazendo contas em calculadora
Reprodução
Quase metade das famílias brasileiras tiveram perda de renda

A renda familiar de 46% dos brasileiros caiu em meio à pandemia da Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). A informação é de uma pesquisa Datafolha que os efeitos da crise sanitária para as famílias. De acordo com os resultados, entre os informais, autônomos e empresários, a perda de renda atingiu dois em cada três entrevistados.

Ainda segundo o Datafolha, outros 45% dizem que a renda de sua família ficou estável. Enquanto isso, 9% tiveram aumento do rendimento familiar mesmo em meio à pandemia.

Na pesquisa, foram ouvidas 2.065 pessoas por telefone, para evitar contato pessoal, entre os dias 11 e 12 de agosto. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Por faixa de renda, os trabalhadores com renda familiar de até dois salários mínimos são os que mais relatam perda de rendimento, com um percentual de 48% nessa situação. Essa fatia diminui para 46% entre aqueles que têm renda familiar entre dois e cinco salários, para 36% no caso de quem tem renda de cinco a dez salários e para 34% para os profissionais cujas famílias ganham mais de dez.

No recorte por tipo de ocupação, os assalariados sem registro são os que mais relatam perda de renda familiar (61%), seguidos por empresários (56%) e autônomos (54%).

Já por tipo de isolamento na pandemia, 48% dos que estão saindo de casa só em casos inevitáveis relatam perda de renda familiar, comparado a 30% dos que dizem que estão vivendo a vida normalmente sem respeitar o distanciamento social.

Avaliação do governo

Considerando a avaliação do governo, 52% dos que acham o governo Bolsonaro ruim ou péssimo relatam perda de renda da família. No caso de quem avalia como ótimo ou bom, esse percentual é de 39%.

Ainda de acordo com o Datafolha, entre os entrevistados que receberam pelo menos uma parcela do auxílio, 60% relatam perda de renda familiar devido à pandemia. Além disso, outros 27% dizem que a renda de sua família ficou igual e 13% relatam que a renda da família aumentou.

    Veja Também

      Mostrar mais