Pix poderá ser usado para pagar contas de luz
Divulgação Banco Central
Pix poderá ser usado para pagar contas de luz

O Banco Central ( BC ) e a Agência Nacional de Energia Elétrica ( Aneel ) anunciaram nesta quinta-feira que assinaram um acordo de cooperação para permitir que o Pix seja usado para pagar as contas de luz.

O Pix é um sistema de pagamentos e transferência instantâneas que foi elaborado pelo Banco Central para funcionar 24 horas por dia em todos os dias da semana. O programa entra em funcionamento no dia 16 de novembro.

O diretor-geral da Aneel , André Pepitone , afirmou que o pagamento via Pix vai permitir que, em caso de corte de energia por falta de pagamento, o religamento seja mais ágil, já que os recursos vão cair instantaneamente na conta da distribuidora de energia.

"Nós podemos listar outros benefícios do Pix, como a regularização mais rápida do inadimplemento dos consumidor, uma vez que o pagamento da fatura em atraso cai imediatamente na conta da distribuidora, não sendo necessário esperar 24 horas ou 48 horas para o processamento bancário, evitando então a manutenção do desligamento indevido e proporcionamento uma religação mais célere", disse.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto , ressaltou que o Pix pode aumentar a eficiência das distribuidoras elétricas e reduzir custos.

"Vale lembrar que o instrumento de meio de pagamento instantâneo reduz o custo operacional das empresas de uma forma geral porque você tem uma diminuição de custo tanto de tempo, quanto o custo operacional", afirmou.

João Manoel Pinho de Mello , diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resoluções do Banco Central, ressaltou que o Pix será mais uma opção de pagamento da fatura, além das já existentes.

"Do ponto de vista do BC a possibilidade pagamento da fatura de serviços básicos pelo Pix é essencial para que todos os cidadão brasileiros conheçam esse novo meio de pagamento e possa internalizar todos os seus benefícios", disse.

Para outros usos, o serviço aparecerá como uma opção de pagamento dentro de cada aplicativo de banco ou fintech, ao lado do boleto, TEDs e DOCs .

Nesta quinta-feira, o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resoluções do Banco Central ( BC ), João Manoel de Pinho Mello, disse que o Pix também iria permitir o saque de dinheiro em espécie em comércio a partir do primeiro semestre de 2021.

    Veja Também

      Mostrar mais