Brasil Econômico

central de fraude chácara auxílio
Divulgação/Polícia Militar
Chácara no interior de São Paulo era usada como "central de fraudes" no auxílio emergencial

A Polícia Federal fez perícia e desarticulou uma chácara em Lençóis Paulista, interior de São Paulo, que era usada como "central de fraudes" no auxílio emergencial . Nove pessoas foram presas suspeitas de aplicar golpes para sacar os R$ 600 pagos pelo governo federal a trabalhadores informais, desempregados, autônomos e pessoas de baixa renda .

A polícia foi até a chácara após uma denúncia anônima, motivada pelo estranhamento com a presença de carros de luxo na região, e encontrou os computadores em que eram armazenados dados de outros cidadãos para a realização dos cadastros no auxílio emergencial . CPF, RG e endereços eram listados aos montes pela quadrilha.

Segundo a polícia, o local da chácara deve ter sido escolhido por ser um local deserto, onde os golpistas chamariam pouca atenção, tanto que só passaram a ser notados na semana passada, quando moradores da região passaram a ver e estranhar carros de luxo.

Além das nove pessoas, a polícia também apreendeu na chácara em Lençóis Paulista quatro carros, uma moto, 19 cartões bancários, em torno de 300 chips de celulares, R$ 60 mil em dinheiro e cheques que totalizam R$ 26 mil. Thiago Zorzetto, tenente da PM, diz acreditar que mais pessoas façam parte do esquema.

O grupo estaria na chácara há 10 dias, segundo a polícia, e a maioria deles mora na região de Araçatuba e Birigui, além dos integrantes que moram em Lençóis Paulista, onde está situada a chácara usada como central de fraudes .

Alguns dos envolvidos já têm passagem na polícia por roubo, tráfico de drogas e estelionato. Com o esquema de fraudes no auxílio emergencial , eles passarão a ser investigados por estelionato e formação de quadrilha.

    Veja Também

      Mostrar mais