print
Reprodução Twitter
Conta de Luciano Hang, dono da Havan, foi bloqueada na semana passada por motivo judicial

Nesta sexta-feira (31), um tuíte na conta no Twitter de  Luciano Hang – fundador da rede de lojas de departamento  Havan – foi "retido" por motivo judicial . O perfil do empresário está bloqueado na rede social há uma semana e um novo tuíte foi feito na tarde desta sexta, com conteúdo que explica o bloqueio.

"A conta de @luciano_hang foi retida no Brasil, e no mundo todo, em resposta a uma demanda legal", diz o conteúdo dos tuítes e da bio no perfil de Hang.

Segundo as regras e políticas do Twitter, este tipo bloqueio de conta significa que a rede social foi obrigada a reter o Tweet original em resposta a uma exigência legal válida, como uma ordem judicial.

Ainda não há informações sobre os motivos judiciais que levaram ao bloqueio da conta nesta sexta. Hang é alvo do  inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal (STF) e de uma outra investigação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por impulsionamento de mensagens no WhatsApp.

Além disso, o empresário já perdeu um processo judicial contra o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, por disseminar uma  notícia falsa sobre o acadêmico. Na pena, ele teve de se retratar no  Twitter e pagar indenização ao reitor.

    Veja Também

      Mostrar mais