Nesta quinta-feira (25), a briga entre Itaú e XP Investimentos , que começou depois de uma propaganda do banco em que ataca as corretoras de ações, teve mais um episódio. O sócio-diretor da corretora, Gabriel Leal , afirmou que "O Personnalité pode acabar em 3 anos".

Leia também:

Campos Neto diz que meta de inflação não foi abandonada

Prazo para solicitar auxílio emergencial termina em uma semana; saiba como pedir

Aéreas estrangeiras planejam voos para o Brasil: veja os trechos

De acordo com o Leal , diariamente saem R$ 150 milhões em investimentos do Itaú , que migram para a XP Investimentos . "Um mercado de capitais forte desenvolve o país. É justamente esse cenário que o Itaú não quer. Ele quer o país de antigamente, com altas taxas de juros", afirmou.

O executivo também disse que a ação de marketing do Itaú é "atitude de desespero do banco, que teve a incapacidade de se reinventar". Além disso, Leal disse que o banco se beneficia "do desconhecimento do público para ganhar dinheiro".

Entenda a discussão

A briga entre as duas empresas começou na noite da última terça-feira (23), após o Itaú veicular um comercial afirmando que há um conflito de interesses no trabalho de um assessor de investimentos, já que as corretoras "pagam comissão para seus assessores de acordo com os investimentos feitos pelos clientes".

Sócio-diretor da XP ataca Itaú:
Reprodução
Sócio-diretor da XP ataca Itaú: "Personnalité pode acabar em 3 anos"

Guilherme Benchimol , CEO da XP Investimentos, empresa que trabalha com assessoria de investimentos e que o próprio Itaú é dono de 49% do capital, considerou o comercial um ataque à sua empresa.

Em resposta, Benchimol disse que a XP "está há 20 anos lutando contra um sistema financeiro concentrado" e usou o slogan do Itaú, o famoso "Feito para você", dizendo que "se tem algo que o banco não é, nem nunca foi, é ser feito para você".

"Desde o início, levamos educação financeira para as pessoas e mostramos que investimento se faz com visão de longo prazo e transparência. Para alcançar a nossa missão, contamos com mais de 7.000 assessores independentes, que trabalham incansavelmente para trazer as melhores oportunidades para os investidores", afirmou Benchimol , em suas redes sociais.

Veja a propaganda que gerou a briga


    Veja Também

      Mostrar mais