Brasil Econômico

Uma empresa na Bélgica tem produzido máscaras com a parte inferior do rosto do usuário impressa nelas. Utilizando um software especial , um aplicativo para celulares e uma cabine de fotos, a empresa de Charles de Bellefroid consegue vender as máscaras personalizadas.

Leia também:

Auxílio Emergencial: Governo avalia prorrogar em parcelas de R$ 500 a R$ 300

Receita multa 'Véio da Havan' e mais bolsonaristas por manobras tributárias

Imposto de Renda 2020: IR de anos anteriores também pode ser enviada à Receita

"Usamos nosso Cheesebox (cabine fotográfica) para capturar a foto para as máscaras personalizadas", afirmou o dono da companhia belga.

Empresa vende máscaras personalizadas imprimindo rosto das pessoas na Bélgica
Reprodução
Empresa vende máscaras personalizadas imprimindo rosto das pessoas na Bélgica

Bellefroid tinha uma empresa de organização de eventos que, por conta da pandemia do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), teve que fechar.

O negócio funciona assim: o cliente recebe um link para baixar um aplicativo que tira uma foto de seus rostos e a envia para a empresa. A máscara com a parte inferior do rosto é impressa e enviada pelos coreios em cerca de alguns dias. O valor é de 19,99 euros (aproximadamente R$ 119,73) e pode ser lavada de oito a dez vezes, segundo o próprio dono da empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários