Brasil Econômico

esposa de queiroz foragida
Reprodução
Foragida, Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Fabrício Queiroz, está inscrita e já recebeu o auxílio emergencial

Considerada foragida  após a Justiça do Rio de Janeiro autorizar sua prisão, Márcia Oliveira de Aguiar, esposa de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro que foi  preso nesta quinta-feira (18) , é uma das cerca de  63 milhões de pessoas que receberam o auxílio emergencial de R$ 600, iniciativa do governo federal para ajudar famílias de baixa renda e trabalhadores informais durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Leia também:

Segundo o Congresso em Foco , o cadastro de Márcia no auxílio emergencial foi analisado e aprovado, e o pagamento da primeira parcela de R$ 600 já foi depositado em uma conta digital aberta pela Caixa Econômica Federal em seu nome.

A confirmação do recebimento foi feita pelo iG a partir da busca pelo CPF da esposa de Queiroz, publicado nos documentos das investigações judiciais das quais é alvo. Márcia, assim como seu marido e mais membros de sua família, é investigada no esquema de rachadinhas do gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), quando o hoje senador era deputado. Segundo o Ministério Público do Rio, o esquema teria movimentado cerca de R$ 2,3 milhões.

Além da atual esposa de Queiroz , sua ex-mulher, Débora Melo Fernandes, também se cadastrou para receber o auxílio emergencial e teve a primeira parcela depositada nesta segunda-feira (16). Outros três nomes ligados ao ex-assessor de Flávio Bolsonaro e à investigação de rachadinha também se cadastraram no auxílio do governo federal.

É possível, porém, que todos os citados tenham sido vítimas de fraudes com o CPF para a solicitação do auxílio, já que seus dados foram divulgados nos documentos processuais da investigação que prendeu Fabrício Queiroz nesta quinta-feira.

    Veja Também

      Mostrar mais