Quaker anunciou que vai mudar nome e retirar imagem de 'Aunt Jemima', marca de 130 anos de cunho racista
Reprodução
Quaker anunciou que vai mudar nome e retirar imagem de 'Aunt Jemima', marca de 130 anos de cunho racista

Um item básico das mesas de café da manhã nos Estados Unidos por gerações, a tradicional marca de mix de panquecas e xarope 'Aunt Jemima' ganhará um novo nome e imagem, anunciou a Quaker Oats nesta quarta-feira (17), reconhecendo que "as origens da Aunt Jemima se baseiam em um estereótipo racial".

Leia também:

O anúncio da mudança pela Quaker acontece após a onda de protestos antirracistas nos Estados Unidos, que ganharam força após o assassinato de George Floyd , negro norte-americano, por um policial branco. Além do racismo, os levantes populares também atacaram a violência policial. Os protestos se espalharam pelo mundo, chegando inclusive ao Brasil .

A marca de 130 anos apresenta uma mulher negra chamada Aunt Jemima (Tia Jemima, em português), que estava originalmente vestida como as antigas criadas das tradicionais famílias norte-americanas daquela época. A marca foi registrada em 1893, embora a mistura de panquecas Aunt Jemima tenha estreado em 1889.

A imagem mudou com o tempo e, nos últimos anos, a Quaker removeu o lenço da cabeça da personagem para abrandar as crescentes críticas de que a marca perpetuava um estereótipo racista que data dos tempos da escravidão.

Você viu?

Agora, a Quaker afirma que remover a imagem e o nome faz parte de um esforço da empresa "para progredir em direção à igualdade racial".

"Reconhecemos que as origens da tia Jemima se baseiam em um estereótipo racial", disse Kristin Kroepfl, vice-presidente e diretora de marketing da Quaker Foods North America, em um comunicado à imprensa.

"Enquanto trabalhamos para progredir em direção à igualdade racial por meio de várias iniciativas, também devemos examinar com atenção nosso portfólio de marcas e garantir que elas reflitam nossos valores e atendam às expectativas de nossos consumidores", afirmou.

Segundo reportagem da NBC News , a nova embalagem deverá ser lançada no outono deste ano nos EUA (primavera aqui no Brasil), e um novo nome para os alimentos será anunciado em breve.

A empresa também anunciou que doará pelo menos US$ 5 milhões nos próximos cinco anos "para criar suporte e envolvimento significativos e contínuos na comunidade negra".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários