Brasil Econômico

paulo guedes reunião ministerial
Reprodução/TV Brasil
Paulo Guedes, ministro da Economia, confirmou ampliação do auxílio e anunciou programa Renda Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (9), em reunião ministerial no Palácio do Planalto, que o governo vai ampliar o auxílio emergencial, garantindo mais duas parcelas de valor menor, e, após isso, reformular programas sociais. Segundo Guedes, o novo programa se chamará "Renda Brasil" e terá quem hoje recebe o Bolsa Família e trabalhadores informais.

Leia também:

"Por dois meses, nós vamos estender o auxílio emergencial . Nós estávamos num nível de emergência total, a R$ 600, vamos começar agora uma aterrissagem, com uma unificação de vários programas sociais e o lançamento de um Renda Brasil , que o presidente vai lançar", disse Guedes no Planalto.

Guedes afirmou ainda que vai aproveitar o cadastro do auxílio emergencial, voltado principalmente para trabalhadores informais , para lançar um programa de geração de empregos formais. O ministro se refere à Carteira Verde e Amarela, que deve permitir a contratação de empregados sem encargos trabalhistas.

"Aprendemos durante essa crise que havia 38 milhões de brasileiros invisíveis que também merecem ser incluídos no mercado de trabalho. Vamos lançar um programa Verde e Amarelo , que o presidente, durante a campanha, já tinha dito: há regimes em que tem muitos direitos e poucos empregos, e há 40 milhões de brasileiros andando pelas ruas sem carteira assinada. Só que agora nós sabemos quem eles são. Nós digitalizamos e temos o endereço de cada um. Nós vamos formalizar esse pessoal todo, porque eles são brasileiros como todo mundo e eles eram invisíveis. Nós vamos estar lançando isso daqui a pouco", prometeu.

    Veja Também

      Mostrar mais