O Ministério da Cidadania e os Correios firmaram, na última sexta-feira (5), uma parceria em que torna possível a solicitação do auxílio emergencial em qualquer uma das seis mil agências dos Correios. O recurso, que visa atender a população que não tem acesso aos meios digitais, começou a valer nesta segunda-feira (8).

Leia também:

Agricultura lança campanha para ampliação de consumo de orgânicos

Petrobras reduz em 31% perda de combustível por furto em dutos

Dólar tem forte queda e fecha em R$ 4,85; menor valor desde março

"A expectativa é realizar até 27 milhões de atendimentos", afirma a nota dos Correios divulgada à imprensa.

De acordo com o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni : “Há uma porção importante da sociedade brasileira que é ainda mais vulnerável e que precisa de ajuda para fazer o cadastramento. Então, esse convênio é importante porque os Correios têm uma vasta capilaridade em todas as cidades brasileiras. As agências dos Correios, já a partir desta segunda-feira, estão preparadas para receber as pessoas”.

Auxílio Emergencial: Cadastro pode ser feitos nos Correios
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Auxílio Emergencial: Cadastro pode ser feitos nos Correios

Os habitantes que não tiverem acesso aos meios digitais poderão realizar o cadastro gratuitamente nos Correios . “É um serviço para buscarmos os mais vulneráveis, que vão fazer o cadastramento assistido por um funcionário dos Correios. Ele vai cuidar de todos os detalhes para cumprirmos o nosso compromisso, que o presidente Bolsonaro nos determinou, de que nenhum brasileiro vai ficar para trás", afirmou Lorenzoni .

O presidente dos Correios , general Floriano Peixoto Vieira Neto , disse: “Para os Correios, essa é uma missão que vai além de colocar à disposição do cidadão a nossa rede de agências. É com orgulho e comprometimento que os nossos empregados se dispõem a atender e aproximar os brasileiros nesse momento de dificuldade que atravessamos”.

Documentos necessários

Para realizar o cadastramento, a pessoa deverá levar os seguintes documentos:

  • identificação oficial com foto, em que conste também o nome da mãe do beneficiário;
  • Cadastro de Pessoa Física ( CPF ) do usuário e dos membros da família que dependem da renda do titular;
  • dados bancários ou documento de identificação ( RG , CNH , passaporte , CTPS , RNE ou CIE ) para solicitar abertura de Conta Social Digital, em nome do titular.

"Para os que não são bancarizados, será aberta uma Conta Social Digital na Caixa, caso o cadastro seja aprovado. Para abertura de conta deverá ser apresentado um documento de identificação (RG, CNH, passaporte). O cidadão receberá um protocolo de cadastro ao final do atendimento", afirma o comunicado.

A nota também afirma: "Quem realizar o cadastramento nos Correios poderá consultar o andamento do pedido em qualquer agência da empresa após o prazo determinado pela Dataprev para a conclusão da análise. Para isso, deverá retornar com o comprovante do atendimento de cadastro e o CPF ".

"Vale ressaltar que os Correios não realizarão o pagamento do benefício e que acompanhamento da liberação também pode ser feito nos canais disponibilizados pelo Ministério da Cidadania , Dataprev e Caixa ou pelo telefone 121", completa.

Para obter informações sobre quais agências estão abertas, a pessoa deve entrar no site dos Correios e clicar em "sistema Busca Agência". O horário de funcionamento nos postos, geralmente, é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Calendário para solicitação

Para evitar aglomerações, foi estabelecido um calendário para a solicitação do cadastro do Auxílio Emergencial nas agências, conforme o mês de nascimento do cidadão:

  • Segunda-feira : nascidos em janeiro e fevereiro;
  • Terça-feira : nascidos em março e abril;
  • Quarta-feira : nascidos em maio e junho;
  • Quinta-feira : nascidos em julho, agosto e setembro;
  • Sexta-feira : nascidos em outubro, novembro e dezembro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários