Os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) da economia levaram o Banco Central ( BC ) a alterar sua projeção e estimar uma alta de 7,8% no crédito bancário em 2020. O número está no Relatório de Economia Bancária divulgado nesta quinta-feira.

Leia também:

Estados pedem que Congresso derrube veto de Bolsonaro a repasse de R$ 8,6 bi

Freitas diz que investidores mantêm interesse, apesar da pandemia

Sindicato do INSS pede suspensão da contratação de militares

A estimativa inicial era de crescimento de 4,8% e foi publicada no Relatório Trimestral de Inflação , em março. No entanto, ela não contabilizava ainda os efeitos do coronavírus na economia.

Segundo o BC , a modificação foi necessária porque as concessões aumentaram durante esse período dado que muitas empresas buscaram recursos para resistir à redução do faturamento.

“Ressalte-se, adicionalmente, que o movimento também está influenciado pelos efeitos das medidas que abrangeram o mercado de crédito, buscando mitigar danos econômicos causados pelo surto de Covid-19 ”.

Banco Central projeta alta de 7,8% no crédito em 2020
Raphael Ribeiro/BCB - 26.4.2019
Banco Central projeta alta de 7,8% no crédito em 2020

Para o crédito livre, em que as características do contrato são livremente acordadas entre as partes, a projeção passou de 8,2% para 10,6%. Já os recursos direcionados, que são específicos para algumas áreas e têm condições especiais, devem subir 3,5% ante uma projeção anterior de crescimento zero.

Segundo o BC, o comportamento do mercado de crédito será muito influenciado pelos impactos da Covid-19 na economia.

“Apesar de os efeitos dessa crise ainda não serem visíveis em sua totalidade sobre o mercado de crédito nos primeiros meses de 2020, espera-se impacto significativo ao longo dos próximos meses em virtude da elevação de incertezas nos ambientes externo e doméstico, que se traduzem em menor perspectiva de crescimento econômico e elevação de prêmios de risco”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários