Henrique Meirelles
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Henrique Meirelles

Em coletiva nesta sexta-feira (8), o Secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, se pronunciou sobre o lobby feito por alguns setores da economia e pelo presidente Jair Bolsonaro para que as atividades econômicas sejam abertas imediatamente. Segundo ele, "O que afeta a economia é a pandemia, não as medidas para combater a pandemia."

O setor mais afetado pela crise, segundo dados apresentados pela economista Ana Carla Abrão, é o de serviços domésticos, que não foi objeto de por nenhuma restrição. "A atividade econômica começa a retornar depois que se passa o pico e a pandemia começa a dar sinais de que está controlada", explicou Meirelles.

Veja também: Novo coronavírus e o cancelamento de viagens e pacotes turísticos

O secretário ainda rememorou que em pandemias anteriores, cidades, estados e regiões que adotaram a quarentena com maior vigor e rapidez foram aqueles que se recuperaram mais rapidamente do ponto de vista econômica.

"É uma questão objetiva e econômica. Quanto mais rápido for controlada a evolução dos casos, mais rápidos sairemos da crise e vamos recuperar os empregos e a renda", completou.

    Veja Também

      Mostrar mais