Pasta tem encontrado dificuldades para comprar certos produtos
Suzana Corrêa/Agência O Globo
Pasta tem encontrado dificuldades para comprar certos produtos

A pandemia do Covid-19 tem impactado fortemente os valores de produtos e serviços no Brasil. Um bom exemplo disso acontece dentro do próprio Ministério da Saúde, que enfrenta variações de até 185% nos preços de itens essencias ao combate do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Leia também: PIB brasileiro deve cair 5% este ano devido Covid-19, diz Banco Mundial

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, contratos emergenciais assinados pela pasta da Saúde mostram que órgão desembolsa quantias cada vez maiores para conseguir assegurar os produtos necessários para abastecer principalmente as redes públicas dos estados e municípios do país.

Itens como as sapatilhas utilizadas por funcionários de hospitais , que tiveram a maior variação e subiram de R$ 0,07 para R$ 0,20 em menos de um mês, e os frascos de álcool em gel , que passou de R$ 3,91 e R$ 6,68, são alguns dos exemplos desta mudança de valores após o início da pandemia no país.

Ainda de acordo com a reportagem, a pasta atribui essas discrepâncias à grande flutuação do dólar , que ultrapassou a barreira dos cinco reais e permanece em alta, e a alta demanda por estes produtos em todo o planeta. Além disso, ressaltou que a falta de produtos nacionais é outra questão que dificulta e encarece o processo.

Leia também: Novo coronavírus pode levar 500 milhões de pessoas para a pobreza

Em alerta para tais mudanças, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) já afirmou que pretende acompanhar os processos de perto para identificar possíveis aumentos que caracterizem crime, comparando notas fiscais dos tempos "pré- Covid-19 " com as atuais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários