rombo nas contas públicas coronavírus
Reprodução
Rombo nas contas públicas pode ser o maior da história


O secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues , disse nesta quinta-feira (2) que o rombo nas contas públicas estimado para 2020 é de R$419,2 bilhões, devido às ações contra a crise do novo coronavírus (Sars-CoV-2). O valor seria o maior déficit fiscal da história, correspondente a 5,55% do Produto Interno Bruto ( PIB ) brasileiro. 

Segundo Waldery, a expectativa da equipe econômica é que o impacto seja limitado a este ano. "É o maior da série histórica, mas é justificado pela pronta ação do governo federal. Entendemos que é limitado a 2020 e que a economia se recuperará", disse o secretário.

Leia também: Câmara aprova projeto de rombo de R$ 30 bi em estados e municípios

Inicialmente, o Orçamento deste ano autorizava um déficit de até R$ 124,1 bilhões. A decretação de calamidade pública pelo Congresso, no entanto, liberou o governo federal de cumprir essa meta. O decreto vale até o dia 31 de dezembro de 2020.

Nos últimos dias, o ministro da Economia, Paulo Guedes , chegou a mencionar que o impacto das medidas do governo contra a pandemia chegaria a R$750 bilhões. Esse valor inclui, no entanto, ações que não têm impacto fiscal , como facilitação de crédito e permissão para atraso no recolhimento de impostos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários