ações
Divulgação/HC Investimentos
Melhora ocorreu após anúncios das novas medidas do Federal Reserve (Fed) para amortecer o impacto da pandemia de coronavírus na economia não puderam reverter

TÓQUIO E LONDRES - Os principais mercados de ações europeus abriram em alta nesta terça-feira, com aumentos que chegaram a quase 6%, no dia seguinte a uma queda acentuada que os anúncios das novas medidas do Federal Reserve (Fed) para amortecer o impacto da pandemia de coronavírus na economia não puderam reverter.

Bolsonaro decide revogar artigo da "MP da Fome" após repercussão negativa

Às 7h10m, a Bolsa de Frankfurt subia 6,20%, a de Paris, 5,09% e a de Madri, 4,33%. Em Londres, a alta era de 4,20%, enquanto a bolsa de Milão avançava 3,5%.

- O clima dos mercados está melhorando- disse Fiona Cincotta, analista do City Index. -O número de mortes diárias na Itália caiu desde as vésperas pelo segundo dia consecutivo e isso aumenta a esperança de que essa epidemia devastadora atingiu seu pico- acrescentou.

Bolsonaro diz que pode suspender dívidas de estados, mas tem de consultar Guedes

O mercado asiático recuperou um pouco o terreno perdido registrado na semana passada. A Bolsa de Tóquio saltou na terça-feira, graças principalmente à queda do iene, às intervenções do Banco do Japão (BoJ) e a novas medidas do BC americano.

O índice Nikkei terminou com alta de 7,13% e ficou em 18.092,35 pontos. É o maior aumento em uma sessão desde fevereiro de 2016 em termos percentuais e desde setembro de 2015 em pontos. O índice Topix aumentou 3,18%.

Banco Central deve liberar R$ 68 bi na economia com redução de compulsórios

Em Hong Kong, a bolsa avançou 4,46% e, na de Seul, a alta foi ainda mais significativa: de 8,60%. Na China, o índice CSI 300, que reúne as ações mais negociadas nos mercados de Xangai e de Shenzen, subiu 2,59%, enquanto que o SSE, da Bolsa de Xangai, fechou com alta de 2,34%.

Preços do petróleo em alta

Os preços do petróleo, afundados pela crise do coronavírus e divergências entre os países produtores, também se recuperaram nesta terça-feira. Às 5h56m (hora de Brasília), o barril de petróleo leve dos Estados Unidos subia 6,54%, atingindo US$ 24,88. Já o barril do Brent apesentava alta de 5,25%, sendo negociado a US$ 28,45.

    Veja Também

      Mostrar mais