Brasil Econômico

eua
Foto: Reprodução
Nos EUA, especialistas apontam que milhares de pessoas vão precisar serem hospitalizadas no futuro próximo

A norte-americana Danni Askini começou a sentir dores no peito e falta de ar, em fevereiro deste ano, e no início, achou que era uma reação ao novo medicamento que estava tomando. A paciente procurou uma emergência em Boston, nos EUA, e os médicos informaram que ela poderia estar com pneumonia e a mandaram para casa.

Brasil pode ter pior recessão desde 1962 neste ano, estima FGV

Nos dias seguintes, Askini teve febre e muita tosse. Mais uma vez, ela foi ao pronto-socorro e após sete dias de exames e tratamento, os sintomas foram controlados. O diagnóstico final chegou três dias após a liberação do hospital. Ela tinha sido testada positivo para o novo coronavírus.

Além do diagnóstico, Askin também recebeu a fatura com o valor do seu tratamento e tomou um susto. O total de US$ 34.927,43. Em reais, o valor chega hoje a quase R$ 175 mil. "Fiquei bastante chocada", diz ela. "Eu pessoalmente não conheço ninguém que tenha esse tipo de dinheiro". O relato foi contado por uma reportagem da revista Time.

Na corrida às compras, supermercados têm confusão e redução de produtos

Askini estava sem plano de saúde e após a conta chegar e não ter como pagar, ela precisou adiar sua mudança para Washington, D.C., onde ela deveria começar seu novo trabalho.

"Os especialistas em saúde pública prevêem que possivelmente milhões de pessoas nos Estados Unidos provavelmente precisarão ser hospitalizadas para o Covid-19 em um futuro próximo", relata a Time.

Em março, o Congresso norte-americano aprovou a lei "Famílias em Primeiro Lugar, lei de Resposta ao Coronavírus", que fornece testes gratuitos para quem precisa, incluindo aqueles sem seguro.

São Paulo confirma 6ª morte no estado de paciente com coronavírus

A lei também inclui licença médica "de emergência", com até duas semanas de licença remunerada para funcionários em período integral e, no caso de trabalhadores em regime de meio período, um período equivalente ao número de horas normalmente trabalhadas, dividido em duas semanas. Os senadores republicanos pediram que a quantidade de licenças pagas fosse limitada, como condição para apoiar o texto.

"Embora a maioria das pessoas infectadas não precise ser hospitalizada e possa se recuperar em casa, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, as pessoas que precisam ir à UTI provavelmente podem esperar grandes contas, independentemente do seguro que possuem. À medida que o governo dos EUA trabalha em outro pacote de estímulos, é provável que o alívio futuro ajude a aliviar alguns problemas econômicos causados ​​pela pandemia de coronavírus, mas ainda existem lacunas", diz a reportagem da Time. 

Quanto custa para ser hospitalizado pelo Covid-19?

"Devido ao nosso sistema de assistência médica fragmentado, depende de que tipo de seguro você possui, quais são os benefícios do seu plano e quanto do seu dedutível você já pagou", diz análise de revista.

Ainda de acordo com a reportagem, uma nova análise da Kaiser Family Foundation estima que o custo médio do tratamento para alguém com seguro empregador - e sem complicações - seria de cerca de US$ 9.763. Alguém cujo tratamento tem complicações pode receber faturas aproximadamente o dobro disso: US$ 20.292. (Os pesquisadores chegaram a esses números examinando os custos médios de internações hospitalares para pessoas com pneumonia.)

Quanto disso eu tenho que pagar?


Para quem tem plano de saúde, é provável que a maioria cubra os gastos e os serviços necessários para tratar as complicações do coronavírus, mas isso não inclui a franquia - o custo que você paga do próprio bolso antes que o seu seguro seja ativado.

Mais de 80% das pessoas com plano de saúde têm franquias e, no ano passado, a média anual de franquia para uma única pessoa nessa categoria era de US$ 1.655. Para planos individuais, os custos geralmente são mais altos. A franquia média para um plano individual de bronze em 2019 era de US$ 5.861, de acordo com o Health Pocket.

    Veja Também

      Mostrar mais