Promovida por Nego do Borel, suposta pirâmide Wish Money leva investidores lesados à justiça

Os investidores lesados do suposto esquema de pirâmide financeira Wish Money estão procurando a Justiça para reaver seus investimentos. Segundo a página Desmascarando Pirâmides Financeiras ( DPF ) do Facebook, o calote seria de mais de R$ 100 milhões.

A Wish Money se apresentava como uma empresa de “produtos de investimentos em criptomoedas com retorno fácil”, prometendo rendimentos de 2,1% de lucro ao dia sobre o valor investido.

Homem que investiu R$ 1 milhão em pirâmide diz que Ronaldinho passava segurança

Além disso, contava com o apoio de diversas celebridades brasileiras para promover o negócio, com a divulgação do material publicitário, como Nego do Borel, Amaury Jr., Solange Frazão, Rodrigo Minotouro e o ex-jogador de futebol Denilson.

Ainda de acordo com a publicação do canal DPF, a própria empresa já admitiu que estaria falida, já que “há meses tem mais dinheiro saindo da empresa do que entrando”.

Por conta disso, os investidores da empresas que alegam ter sofrido um golpe estão buscando por advogados para moverem ações judiciais contra a Wish Money.

Bolsas sobem após anúncio de  estímulos; dólar cai e opera abaixo de R$ 5

Um dos advogados procurados é Anselmo Melo Ferreira da Costa que defende os interesses de boa parte dos lesados pelo suposto esquema de pirâmide. Ele revelou os desdobramentos da empresa:

“Muitos que assumiam cargos de liderança na empresa chegaram a sugerir que a Wish Money devolvesse o dinheiro de quem não recebeu o retorno dos seus investimentos, mas a proposta não foi atendida. Depois a empresa sugeriu como paliativo a criação de uma criptomoeda própria, o WishCoin, mas sabemos que isto não seria a solução nem de longe. Estamos agora na Justiça requerendo os direitos desses investidores que foram lesados e que merecem receber na forma da lei sua compensação”.

Segundo o advogado, muitas pessoas acreditam em empresas como a Wish Money induzidas pelas celebridades que foram contratados para as campanhas publicitárias. Entretanto, conforme destacou ele, é importante ter em mente que empresas que prometem ganhos extraordinários de forma fácil não podem ser sustentáveis e provavelmente não são idôneas.

“É muito importante checar tudo, ter a consultoria de um advogado e de um especialista em investimentos antes de aplicar o seu dinheiro em esquemas como a Wish Money”, concluiu.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do cantor Nego do Borel informou que o artista nunca apoiou nenhum tipo de ação fraudulenta, assim como também nunca divulgou nenhum material publicitário sobre o esquema de pirâmides.

Confira a nota completa:

"O cantor Nego do Borel, através de sua assessoria de imprensa, ressalta que nunca apoiou nenhum tipo de ação fraudulenta, assim como também nunca divulgou nenhum material publicitário sobre o esquema de pirâmides que lesava os investidores, como sugerido na matéria, em especial em sua chamada.
O cantor, chegou a fazer show num evento do grupo, mas todos os detalhes de sua contratação foram tratados através de contrato firmado por uma agência contratante e os responsáveis pelos shows do artista. E, assim como com a maioria de seus contratantes, o cantor não manteve nenhuma outra relação além da profissional.
Vale ressaltar que Nego do Borel não concorda com esse tipo de ação e lamenta profundamente por todos que caíram no golpe.
Grata pela atenção, conto com a colaboração de vocês e com o bom senso no compromisso com a verdade".

    Veja Também

      Mostrar mais