Ações da Oi sobem com interesse de Vivo e TIM
Divulgação
Ações da Oi sobem com interesse de Vivo e TIM

Enquanto as principais ações da Bolsa de São Paulo tombaram por causa da classificação como epidemia do novo coronavírus e da guerra de preços do petróleo, as teles fecharam com ganhos em meio a uma possível compra da rede móvel da Oi.

As ações da empresa carioca subiram 12,5% após Tim e Vivo terem formalizado o interesse de, juntas, comprarem o negócio móvel do Grupo Oi, seja de forma total ou parcial. Mais cedo, a alta chegou a 22,4%. Na esteira do otimismo, Tim registrou ganhos de 6,95%. A Vivo subiu 3,29%.

Dona da Vivo e TIM negociam compra da Oi Móvel

O negócio, dizem as operadoras, irá agregar valor a investidores e usuários, pela aceleração do crescimento, aumento da eficiência operacional e da qualidade do serviço.

— Desde quando a Oi conseguiu vender a sua parte na angolana Unitel, sua situação teve um alívio. Agora, a empresa tem um cenário um pouco mais confortável para negociar a venda de sua rede móvel para as duas outras teles que têm forte operação no Brasil — avalia Inla Arbetman, analista da Ativa Investimentos.

Oi, Vivo, TIM e Claro no topo do ranking de reclamações aos Procons

O analista indica que a rede móvel da empresa está avaliada entre R$ 12 bilhões e R$ 15 bilhões. Mas é possível, segundo ele, que a Oi consiga até um pouco mais por este negócio:

— Com o fôlego, financeiramente falando, que a Oi teve com a venda da Unitel, ela tem um pouco mais de tempo para negociar com as partes interessadas em sua rede móvel e conseguir até cerca de R$ 18 bilhões nesta operação — acrescentou Arbetman.

De acordo com fontes a par da negociação, o valor no qual as empresas discutem a venda da rede móvel da Oi é de R$ 20 bilhões.

Desde agosto do ano passado, a Vivo (Telefônica) já vinha conversando com os acionistas da Oi, como revelou O GLOBO . Além disso, a venda da operação móvel será importante para definir os critérios finais do leilão 5G

Em janeiro deste ano, após longa negociação, a Oi vendeu seus 25% na Unitel . A empresa carioca informou que o negócio foi de US$ 1 bilhão, dos quais US$ 759,2 milhões já foram pagos. O restante será pago à Oi até julho deste ano.

    Veja Também

      Mostrar mais