Dados da B3 até o dia 4 de março, mostram uma saída de R$ 44,8 bilhões de recursos estrageiros da Bolsa , a maior retirada da história . Em menos de três meses, já saíram mais recursos do que em todo o ano de 2019 - quando os estrangeiros retiraram R$ 44,5 bilhões.

'Está havendo excesso de pânico em relação ao coronavírus', diz presidente do BB

"A saída de capital também pressiona moeda americana frente ao real", diz Fabrizio Velloni, diretor da frente corretora de câmbio .

Bolsa de Valores
shutterstock
Bolsa de valores


Com baixo crescimento e atraso no andamento das reformdas tributária e administrativa, os estrangeiros tiram dinheiro do país, assim como dos demais países emergentes.

Outro indicador que mostra que a confiança do investidor no Brasil piorou é o CDS (o chamado risco-país, medido pelo credit default swap ). Esse indicador saltou 14,4% nesta quinta-feira, para 129 pontos centesimais, segundo dados da Bloomberg. Foi a maior alta desde a divulgação dos áudios entre Joesley Batista e o então presidente Michel Temer , em maio de 2017, quando subiu 29%. Nesta sexta, o indicador subiu a 143 pontos.

Economia de R$ 58 bilhões: Doria sanciona a Reforma da Previdência de São Paulo

Analistas observam que com a taxa de juro no menor patamar histórico e com a possibilidade de o Banco Central reduzir ainda mais a Selic , a atratividade do real fica comprometida.

Nesta sexta, a equipe de economistas do Itaú unibanco reduziu a projeção de crescimento do PIB brasileiro, este ano, de 2,2% para 1,8%. Sinais de arrefecimento da atividade econômica no primeiro trimestre e efeitos negativos da desaceleração da economia global levaram à mudança. Para 2021, a projeção de crescimento de 3% foi mantida.

    Veja Também

      Mostrar mais