Indicador chegou a 99,8 pontos, o mesmo nível de fevereiro de 2019 arrow-options
Fernando Frazão/Agência Brasil
Indicador chegou a 99,8 pontos, o mesmo nível de fevereiro de 2019

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 1,7 ponto na passagem de janeiro para fevereiro. Com isso, o indicador chegou a 99,8 pontos, o mesmo nível de fevereiro de 2019.

Confiança do empresário sobe pela sexta vez consecutiva, diz pesquisa

A confiança subiu em cinco dos seis segmentos pesquisados pela FGV. A melhora do índice foi influenciada principalmente pelo aumento da confiança no futuro, medida pelo Índice de Expectativas, que avançou 2,6 pontos, ao passar para 107 pontos, maior nível desde fevereiro de 2019 (107,2).

Guedes volta a pedir desculpa para empregadas domésticas e cita avó

A confiança no momento presente, medida pelo Índice de Situação Atual, também cresceu mas de forma mais moderada (0,7 ponto) e chegou a 92,6 pontos.

“A confiança do comércio inicia 2020 em alta, sob influência dos indicadores de expectativas, que se consolidaram acima do nível neutro de 100 pontos. Essa melhora das expectativas, no entanto, ocorre em sentido contrário ao dos consumidores, que em fevereiro se tornaram bem mais cautelosos em relação ao futuro próximo, lançando dúvidas sobre a possibilidade de sustentação da atual tendência de alta da confiança do comércio”, diz Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio da FGV, em comentário no relatório.

    Veja Também

      Mostrar mais