Brasil Econômico

Fiscalização destruiu 4 mil frascos de azeite falso
Divulgação/Ministério da Agricultura
Fiscalização destruiu 4 mil frascos de azeite falso


Fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ( Mapa ) destruíram, durante a última sexta-feira (14), 4 mil frascos de azeite de oliva falso no interior do São Paulo . O produto foi encontrado em depósitos nas cidades de Araras, Ribeirão Preto e Araraquara.

A fraude foi descoberta quando a fiscalização constatou a adição de outros óleos vegetais, como óleo de soja, na composição dos azeites da marca Oliveiras do Conde , de fabricação da empresa Rhaiza do Brasil.

Leia também: 5 azeites são confirmados como falsos pela Vigilância Sanitária: veja as marcas

Os frascos apreendidos fazem parte do lote 34642823, e o descarte foi acompanhado por funcionários do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Mapa no estado de São Paulo.  Os fiscais também autuaram a rede de supermercados que comercializava o azeite, sob o risco ser penalizada com uma multa de até R$ 500 mil.

De acordo com o Mapa, o procedimento de responsabilizar os comerciantes está contribuindo para reduzir irregularidades, uma vez que as multas são altas e isso exige que os vendedores fiquem atentos à qualidade dos produtos comprados no  no atacado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários