Brasil Econômico

Escola Estadual Zélia Costa Almeida%2C em Cuiabá
Foto: Google Street View
Escola Estadual Zélia Costa Almeida, em Cuiabá

Um eletricista morreu após ser atingido por uma descarga elétrica na Escola Estadual Zélia Costa Almeida, em Cuiabá. O caso aconteceu no final da tarde desta quinta-feira (6).

Por greve, TST bloqueia contas dos sindicatos e autoriza Petrobras a contratar

De acordo com a Polícia Civil, Elizeu Amaraes Gomes, de 38 anos, instalava aparelhos de ar-condicionado e outras fiações quando foi atingido por um choque.  Ainda não há informações se a vítima estava devidamente protegida com equipamentos de proteção durante o trabalho.

O acidente ocorreu às 17h na quadra da unidade escolar, localizada no bairro J ardim Presidente, na capital mato-grossense.

A polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados, mas Elizeu já havia morrido. O corpo foi retirado e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com a polícia, a vítima trabalhava para uma empresa terceirizada que presta serviços ao governo de Mato Grosso.   O eletricista estava organizando equipamentos para um cerimonial de formatura que aconteceria na noite do acidente. Caso será investigado pela Polícia Civil.

Nota da Secretaria de Educação de Mato Grosso

"Em relação ao acidente que vitimou um colaborador da Construtora Avance prestadora de serviço à Seduc, na Escola Estadual Zelia no Jardim Presidente, a Secretaria de Estado de Educação informa que:

A empresa responsável informou ter tomado todas as providências, com a família do colaborador recebendo toda a assistência. A Avance acrescentou que vai providenciar o sepultamento.

O colaborador dispõe de um seguro que cobre os serviços funerários e um seguro de obra feito pela Avance para seus colaboradores que chega a R$ 200 mil de indenização à família em caso de óbito.

Os advogados da Avance vão montar o processo e orientar a família de como buscar esse recurso. A empresa reitera que está à disposição da família para qualquer dúvida.
A Secretária Marioneide Kliemaschewsk lamentou o ocorrido se solidarizando com a família".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários