Tamanho do texto

Donald Trump, presidente norte-americano, fala em "avanço para uma relação mais equilibrada e justa" entre as duas maiores economias do mundo

trump e presidente da china arrow-options
Divulgação/Twitter/Potus
Estados Unidos e China assinaram "fase 1" de acordo comercial nesta quarta-feira (15)

Estados Unidos e China assinaram nesta quarta-feira (15), em Washington, a "fase 1" de um acordo comercial que, segundo o mandatário norte-americano, Donald Trump, representará "avanço para uma relação mais equilibrada e justa" entre as duas maiores economias do mundo.

Leia também: Bolsonaro recua após pedido e suspende subsídio a contas de luz de igrejas

Mike Pence, vice-presidente dos EUA, destacou o "incrível relacionamento" com os chineses, classificando o acordo comercial  como claro, justo e recíproco. "Fizemos progresso em questões ligadas a manipulação cambial", afirmou Pence, destacando ainda o "grande progresso em relação a propriedade intelectual e transferência tecnológica".

Trump agradeceu ao presidente chinês, Xi Jinping, pelo  acordo sino-americano  e prometeu, como gesto de reciprocidade, ir à China em um futuro próximo. Os detalhes do pacto entre os países ainda não foram conhecidos.

As principais expectativas estão relacionadas às tarifas cobradas entre os países durante a guerra comercial , e o mercado internacional volta suas atenções ao acordo, que ainda não teve seu conteúdo divulgado.

Leia também: Governo quer R$ 150 bilhões com privatizações de partes de estatais em 2020

Nesta quarta, no Brasil, o dólar ainda opera em alta e o Ibovespa, principal indicador da B3, a Bolsa brasileira, em queda. Às 14h40, a moeda tinha alta de 0,951%, a R$ 4,1706, e a Bolsa caía 0,86%, a 116.625 pontos.