irã ataque eua
Reprodução
Preço do petróleo sobe e bolsas internacionais caem após ataque do Irã a bases dos EUA

Os preços internacionais do petróleo subiram e as principais Bolsas passaram a operar em queda na Ásia após a notícia de que o Irã lançou mísseis nas forças americanas baseadas no Iraque na terça-feira (7).

Leia também: Governo usou verba de aposentadoria e pensões para cumprir promessa de Bolsonaro

O indicador mais observado na indústria do petróleo, o preço do barril de petróleo do tipo Brent, chegou a ser negociado brevemente acima dos US$ 70 nos mercados Asiáticos nesta terça, após a confirmação do ataque iraniano e a perspectiva de escalada na crise do Oriente Médio, região que concentra mais de 40% da produção mundial.

No entanto, o preço do barril recuou mais tarde. No meio da quarta-feira na Ásia, os preço futuro do Brent acumulava alta de 1,4%, sendo negociado por US$ 69,20 o barril.

Referência mais usada para os preços do petróleo nos Estados Unidos, o contrato futuro de petróleo no oeste do Texas subiu 1,3%, para $ 63,50 por barril. As perdas de estoque também foram moderadas.

As preocupações dos mercados diminuíram no fim de terça-feira, quando o Irã sugeriu que não levaria mais hostilidades a alvos americanos e o presidente dos EUA, Donald Trump , sugeriu que os danos do ataque eram limitados, aumentando as esperanças de contenção do conflito em uma região crítica ao suprimento mundial de petróleo.

Mohammad Javad Zarif, ministro das Relações Exteriores do Irã, disse em uma rede social que o país “concluiu medidas proporcionais em legítima defesa”. O comunicado seguiu dois ataques com mísseis contra bases no Iraque que abrigam forças dos EUA em resposta ao assassinato do general iraniano Qassem Soleimani , na semana passada.

Trump, por sua vez, sugeriu também em uma rede social que os danos sofridos pelas forças americanas eram mínimos, embora a avaliação estivesse em andamento. "Está tudo bem!", afirmou ele no Twitter.

Ao meio-dia, as ações em Tóquio eram 1,2% menores, representando a maior queda da Ásia. No início do dia, os papéis haviam sido negociados com queda de mais de 2% em uma das mais importantes Bolsas da Ásia. O pregão fechou com queda de 1,57%. O resultado do dia também foi de queda em Xangai, na China, com retração de 1,22%. Em Hong Kong, a Bolsa caiu 0,55%. Na manhã desta quarta-feira, Bolsas na Europa também iniciaram seus pregões com leve queda.

Leia também: Ataque iraniano foi "tapa na cara" dos EUA, diz aiatolá Khamenei

Os mercados futuros sinalizam que o mercado financeiro americano, em Wall Street, abriria nesta quarta-feira em baixa, embora em uma quantidade moderada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários