Brasil Econômico

Mark Gaisford
Reprodução
Executivo britânico confessa não ter amigos mesmo com vida profissional bem sucedida

"Coloco meu coração e minha alma nos negócios e amo isso. Mas tenho certeza que não estou sozinho quando digo que  adoraria conhecer pessoas novas fora do ambiente de trabalho" (tradução livre). Essa é uma das frases que a apresenta o vídeo "Não tenho amigos", publicado no mês passado pelo executivo britânico Mark Gaisford.

O vídeo publicado no Youtube e no LinkedIn, rede social corporativa, viralizou no Reino Unido e em outros países alcançando mais de um milhão de vizualizações.

Confira: Vida nova? 6 dicas para mudar (ou entrar) em uma carreira diferente em 2020

 Nele, Gaisford, que é CEO de uma empresa de recrutamento  no sudeste da Inglaterra, afirma que mesmo tendo "colegas de trabalho sensacionais", lhe faltava um amigo para jantar e fazer "longas caminhadas no campo".

"Não tenho amigos. É uma coisa assustadora admitir isso, especialmente aqui no LinkedIn, mas é verdade", admite na gravação. 

Quando produziu o vídeo, Gaisford sabia que não estava sozinho. No relato, ele apresenta alguns dados, entre eles que 18% dos homens admitem não ter amigos próximos e 32% que não contam com um melhor amigo. 

Seu chefe é legal? Aprenda a reconhecer e lidar com 5 tipos diferentes

Ele defende que homens precisam gastar mais tempo com socialização e iniciando um hobby.

O vídeo também do  não fica na autopiedade. O executivo toma uma atitude e se cadastra em um grupo com pessoas que não se conhecem mas querem se encontrar. No fim da gravação, ele diz animado que se aquelas pessoas "brilhantes" ainda não eram suas amigas, poderiam ser no futuro.

Final feliz

Além de entrevistas na rede de TV britância "BBC" e no jornal "The Mail on Sunday", o vídeo de  Gaisford lhe rendeu o que ele queria: um amigo . O executivo produziu um outro vídeo saindo com o amigo Joe, que conheceu nos comentários das redes sociais de primeiro relato. 

Confira os dois:







    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários