Brasil Econômico

A Caixa Econômica Federal anunciou que vai divulgar nesta sexta-feira (13) o novo cronograma para a movimentação adicional dos recursos do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Leia também: O que fazer com a liberação do FGTS: pagar dívida, deixar parado ou gastar?

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nesta quinta-feira (12), a nova lei e aprovou o aumento do limite disponível para o saque imediato de R$ 500 para R$ 998 por conta vinculada, seja ela ativa (atual emprego) ou inativa (empregos anteriores).

Pela lei, poderão sacar os 998 reais os trabalhadores que, até o dia 24 de julho, tinham esse valor como limite nas contas do FGTS. Para quem tinha de saldo um valor maior, o limite continua sendo de 500 reais.

Ou seja, se o trabalhador tinha até 998 reais em uma conta, poderá sacar 998 reais. Se tinha 1.000, poderá, neste caso, tirar até 500 reais.

Leia também: Não quer saque emergencial do FGTS? Saiba cancelar crédito automático na Caixa

No caso de já ter retirado os 500 reais liberados anteriormente, ele poderá pegar o complemento na data prevista pelo calendário, a ser divulgado na sexta.

A movimentação emergencial do FGTS está autorizada eté 30 de março. Após esse prazo, quem não pegou o dinheiro liberado terá o recurso depositado novamente em suas contas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários